Jon Jones projeta subida aos pesos-pesados em 2020: “A hora está bem próxima”

No próximo dia 8 de fevereiro, Jon Jones coloca seu cinturão em jogo pela terceira vez em menos de um ano. Soberano entre os meio-pesados (93 kg) do Ultimate, o americano pretende buscar novos desafios para sua carreira na próxima temporada. Durante a coletiva de imprensa do UFC 247, que contou com a presença da equipe da Ag Fight, ‘Bones’ revelou que pretende subir de categoria e se testar nos pesos-pesados em 2020.

Durante a cerimônia realizada em Las Vegas (EUA), o campeão até 93 kg destacou que concretizou de vez o plano em sua cabeça após vencer Thiago ‘Marreta’, em julho deste ano. Desde a ocasião, Jones afirmou que pretendia realizar uma ‘superluta’ contra Stipe Miocic, detentor do cinturão dos pesos-pesados.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“A hora (da subida de peso) está bem próxima. Não ficaria surpreso se já acontecesse em 2020. Estava com 108 kg há pouco tempo. Agora, vivo com minha nutricionista e construí uma academia na garagem, e me sinto ótimo. Estou com 104 kg e um tanquinho. Estava tentando conseguir uma luta com o Miocic. Achei que iria acontecer, mas ao invés disso temos a trilogia entre Stipe e ‘DC’. Mas neste momento, me sentia realmente pronto para subir ao pesos-pesados e colocar a minha mão em um daqueles grandalhões”, revelou Jones, antes de analisar seu desempenho com o novo peso.

“Depois da luta com o Thiago Santos, estava querendo trazer entretenimento para a divisão dos pesados. Pratico wrestling com meu irmão a vida toda. Treinei com Andrei Arlovski, Overeem e todos esses caras grandes a minha carreira toda, e sempre fui bem. Com 108 kg me movo tão bem quanto nos meio-pesados. Minha versatilidade, me dei conta que consigo fazer muitas coisas que pesos-pesados não conseguem. Golpes rodados, joelhadas voadoras, coisas desse tipo. Me sinto realmente bem (nesse peso”, completou o americano.

Mas para pensar na nova empreitada, Jones tem de primeiro defender seu reinado nos meio-pesados. E o invicto Dominick Reyes pode representar um perigo real para a coroa de Bones. Com um cartel de 12-0 como profissional, o desafiante chega embalado e confiante no seu poder de destruição na luta em pé.

“Sempre vai haver alguém em seguida. Mas sinto que se eu limpar a divisão e ficar esperando novos desafios – não quero sentar em cima do meu título, não estou me escondendo de ninguém. Escolhi o Dominick porque ele parece ser o melhor dos meus desafiantes e estou pronto para dominar o mundo”, concluiu Jon.

Apesar de apalavrada, a trilogia entre Miocic e Cormier ainda não possui data nem local marcado. Sendo assim, é possível afirmar que, caso vença Reyes em fevereiro, Jones só estará apto para se aventurar nos pesos-pesados – ao menos pelo cinturão – em meados de 2020.

Leia também