Jon Jones aceita acordo judicial por incidente em boate de strip-tease

Jon Jones é o atual campeão meio-pesado (93 kg) do UFC – Rigel Salazar

Jon Jones possui um problema a menos para se preocupar fora do octógono do UFC. De acordo com o site da emissora americana ‘ESPN’, o campeão meio-pesado (93 kg) do Ultimate aceitou um acordo judicial sobre um incidente ocorrido em abril deste ano, em uma boate de strip-tease localizada no estado do Novo México (EUA).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Na última terça-feira (15), Jones escolheu não contestar a acusação de conduta desordenada na Corte Metropolitana do Condado de Bernardillo (Novo México), e recebeu uma sentença diferida de 90 dias, como consta nos documentos da Corte, segundo a ‘ESPN’. Neste período, o lutador, que vai permanecer em liberdade condicional não supervisionada, deve evitar ser preso ou violar a lei, não pode consumir drogas ou álcool, não retornar à cena do incidente e pagar as taxas judiciais.

Leia também:

O incidente ocorreu no dia 19 de abril, em um bar de strip-tease em Albuquerque (Novo México). De acordo com o relato da garçonete à polícia, Jones a tocou de forma inapropriada sem o seu consentimento, além de tê-la aplicado um estrangulamento e a levantado do chão. Em julho, o atleta foi acusado por lesão corporal e, inicialmente, alegou inocência. Apesar do acordo, no estado do Novo México, a não contestação é considerada uma concessão da acusação sem admissão de culpa ou montagem de alguma defesa.

Em sua última aparição no octógono mais famoso do mundo, Jon Jones derrotou Thiago ‘Marreta’ em julho deste ano, na luta principal do UFC 239. O lutador ainda não tem marcada sua próxima defesa do cinturão meio-pesado do Ultimate.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também