Joinville marca aos 49 e se mantém 100% no returno do Catarinense

A torcida do Joinville sofreu até o último minuto do jogo desta quinta, na Arena, mas foi para casa feliz da vida. Isso porque Renan Teixeira marcou o gol da vitória, o único da partida, segundos antes do apito final no duelo contra o Criciúma, pela terceira rodada do returno do Campeonato Catarinense. Para o Tigre, a sensação foi ainda pior porque o time estava muito perto de arrancar um empate com um jogador a menos, já que Barreto foi expulso aos 16 minutos do segundo tempo.

Os três pontos recolocam o Jec na ponta da tabela de classificação, agora com nove pontos. Já o Criciúma estaciona nos quatro pontos, na quinta posição. Na próxima rodada, o Joinville visita o Metropolitano no domingo, às 10 horas, em Blumenau. O Criciúma terá a chance de se recuperar em casa, no Heriberto Hülse, também no domingo, mas às 18h30.

Os visitantes surpreenderam e começaram melhor. Alex Maranhão estou Matheus logo no começo e Diego Giaretta chegou a balançar as redes após jogada ensaiada, mas teve o lance anulado pela arbitragem em função da posição irregular. Aos poucos, o Joinville foi se encontrando no campo e equilibrando as ações.

Os dois últimos lances de perigo antes do intervalo foram dos donos da casa. Marylson e Bruno Rodrigues por pouco não abriram o placar. Na segunda oportunidade, o atacante do Jec desperdiçou uma chance incrível na segunda trave.

Na etapa final, sim, o Joinville conseguiu se impor e exercer a pressão que seus torcedores aguardavam na Arena. Logo aos 4 minutos, Fabinho Alves ficou cara a cara com o goleiro Edson, mas acertou o camisa 1 em cheio. As coisas se complicaram ainda mais para o Criciúma aos 16, quando Barreto levou o cartão vermelho depois de matar um contra-ataque do Jec.

Edson, então, acabou chamando a responsabilidade e foi se tornando no nome do jogo. O goleiro do Tigre fez outra grande intervenção em finalização de Bruno Rodrigues, mas se consagrou mesmo aos 30 minutos, quando usou todo seu reflexo para impedir o gol de Aldair já dentro da área.

De tanto pressionar, o Joinville foi premiado com um gol ais 49 minutos do segundo tempo, para frustração do goleiro do Criciúma, que nada pôde fazer quando Renan Teixeira bateu firme, aproveitando boa jogada trabalhada pelo lado esquerdo do ataque do Jec.