Joia da base da Ponte, zagueiro Douglas fala sobre planos para 2020

Douglas vem se destacando na base da Ponte Preta (Foto:Divulgação)
Douglas vem se destacando na base da Ponte Preta (Foto:Divulgação)


A Ponte Preta está com uma joia nas suas categorias de base. Trata-se do zagueiro Douglas, capitão do sub-15 e que jogará no time sub-17 da Macaca nesta temporada. Em entrevista via assessoria, ele comentou sobre as expectativas para o futuro e como chegou ao clube de Campinas.

Quem é o zagueiro Douglas e quais suas principais características?


Sou um zagueiro tranquilo. Busco evoluir todos os dias tanto minhas qualidades quanto aquilo que ainda tenho que evoluir. Sou um atleta jovem e é natural que ainda possua algo a ser aprimorado. O que eu acho qe tenho de qualidade principal é a saída de jogo, disputas de bolas aéreas e interceptações. Acho que tenho um pouco a evoluir ainda nos desarmes, mas é algo que venho estudando e aprimorando muito no último ano.

Como foi sua adaptação e sua chegada à Ponte Preta?


Cheguei na Macaca em abril do ano passado. Aos poucos fui conquistando meu espaço e em pouco tempo peguei titular logo depois confiaram a mim a faixa de capitão. Em junho disputamos a Copa Nike e depois brigamos pelo paulista. Caímos nas quartas de final para o Palmeiras mas foi uma boa campanha, fizemos bons jogos. No fim da temporada pediram para que eu ajudasse o time sub-17 em dois amistosos antes de subir para a categoria. Foram dois bons jogos também, me senti a vontade em campo.

Desde quando surgiu, você vem se destacando bastante nas categorias de base. Sendo bem elogiado tanto em suas passagens por Cruzeiro quanto agora na Ponte onde foi capitão. A que atribui isso e quais são as expectativas agora para 2020 no sub-17? Acha que vai manter o ritmo?

Sempre fui um atleta focado no meu objetivo. A nossa profissão é muito difícil, ainda mais na base onde temos que dar o nosso cartão de visitas e mostrar o nosso potencial. Os clubes investem na base não só para fazer dinheiro mas para ter atletas que tenham conexão com aquela camisa e é isso que tento demonstrar sempre com muita vontade e raça, seja dentro de campo ou fora. Para 2020, espero que seja um ano de muito trabalho aprendizado e conquistas. Que eu consiga manter o ritmo e mostrar o meu futebol.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também