Joia de 15 anos da base do Coimbra, com passagem pelo Santos, mostra maturidade e já treina com o sub-20 e profissionais do clube

Valinor Conteúdo
·3 minuto de leitura


Sempre em busca de novos talentos, o Coimbra Sports conta com um projeto social em Itabuna-BA para ajudar crianças e adolescentes que buscam no futebol uma oportunidade de vencer na vida. E de lá veio o meio-campista Paulo Júnior, hoje com 15 anos, que já faz parte do time sub-20 do Grande Time de Contagem. Juninho, como é carinhosamente chamado no Coimbra, inclusive já realiza atividades com o grupo profissional.

-Paulo Júnior tem uma relação invejável com a bola. Uma técnica muito eficiente. E com apenas 15 anos de idade. Junta-se a isso uma vontade enorme de vencer, difícil de encontrar nos jovens da sua idade. Tem muita liderança técnica e controle emocional. Com muita cautela, no tempo do atleta, já conseguimos integrá-lo a categoria sub-20 de forma confortável, e aos poucos ele vai fazendo treinamentos também com o time profissional. Isso é muito bom para ele e quem conquista isso é ele mesmo, através do seu potencial, da sua evolução e do seu comprometimento no dia a dia- explica Diogo Evaristo, técnico do sub-20 e auxiliar da equipe profissional do Coimbra.

Como milhares de crianças em nosso país, Paulo Júnior teve uma infância difícil no interior da Bahia, e talvez isso nos ajude a compreender o amadurecimento precoce do atleta. Perdeu a mãe aos dez anos, teve pouco contato com o pai e buscou forças no irmão mais velho, Romualdo, de 30 anos, para seguir em frente. “Meu irmão se tornou minha base depois que minha mãe faleceu. Me ensinou a ser homem e a encarar os desafios da vida com a maior seriedade possível.

E eu precisava disso, pois cinco meses depois de perdê-la eu estava indo para São Paulo em busca do meu objetivo: se tornar um jogador de futebol. Jogo futebol desde os seis anos de vida. Mas com dez o esporte deixou de ser só diversão para mim. Virou minha profissão- revela o atleta.

O talento do atleta que já tinha chamado a atenção do Coimbra aos 13 anos de idade, momento em que iniciou seu processo de formação no Clube, também o fez atuar pelo Santos por três anos, entre 2016 e 2019. Foi campeão na Coreia do Sul, em 2017, e campeão paulista de sua categoria, em 2018. Em 2020, o meia, que tem como ídolo Lionel Messi, retornou ao Coimbra e assinou novo contrato de formação com o Grande Time de Contagem.

-Sou um jogador canhoto muito habilidoso, tenho um passe muito bom e uma excelente finalização. Sei que estou no lugar certo para desenvolver meu futebol. O Coimbra me dá toda a estrutura. Agora é treinar bastante, respeitar todo o processo, sem queimar etapas, para que eu esteja pronto o mais rápido possível para trazer resultados para o Clube- afirma Paulo Júnior.

Acima da média também na parte física

-Apesar da pouca idade, ele já consegue suportar a carga de trabalho físico dos atletas de 20 anos, por exemplo. Porém é necessário dosar essa intensidade, pois ele ainda é um jovem em desenvolvimento. Certamente será um jogador que vai dar muitas alegrias ao Coimbra, em um futuro próximo- conta Nicollas Bellani, preparador físico do time sub-20 do Coimbra.