Johnny Walker anuncia camp para o UFC Brasília com treinador de Georges St-Pierre

Após ser nocauteado por Corey Anderson, em sua primeira derrota no Ultimate, em novembro deste ano, Johnny Walker prometeu mudanças significativas para sua próxima luta, e ele, ao que tudo indica, vai cumprir sua palavra. Ao site ‘MMA Junkie’, o meio-pesado (93 kg) – que encara Nikita Krylov no dia 14 de março – anunciou que fará sua preparação para o combate do UFC Brasília na academia ‘Tristar Gym’, em Montreal (CAN), sob o comando de Firas Zahabi, treinador da lenda Georges St-Pierre.

Após iniciar sua trajetória no Ultimate com três vitórias por nocaute, todas no primeiro assalto, Johnny acabou surpreendido por Corey Anderson no UFC Nova York, realizado no último dia 2 de novembro, interrompendo sua ascensão meteórica rumo ao topo da divisão. Bastante criticado por suas brincadeiras, que antes eram vistas com bons olhos por grande parte dos fãs, o brasileiro também teve questionada sua escolha por alternar locais de preparação antes do duelo contra o americano. Ainda que admita que não vai mudar seus trejeitos, o meio-pesado parece disposto a focar seus treinamentos em um só lugar desta vez. Além disso, Walker projetou se manter bastante ativo em 2020.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Vou fazer meu próximo camp na Tristar MMA sob (o comando do) Firas Zahabi. Então, estou bastante animado para aprender o máximo possível lá e conseguir a vitória (contra Krylov). Aí, eu quero, de preferência, lutar o máximo possível – todo mês se o UFC me deixar”, revelou Johnny, antes de comentar sobre as críticas recebidas após sua derrota para Corey Anderson.

“Não estou desapontado (com as críticas), mas eu discordo. Eu levo tudo muito a sério. Sou alegre, mas não sou um cara que brinca nas lutas. Levei Corey (Anderson) muito a sério, como em todas as minhas outras lutas”, explicou o meio-pesado.

Animado por voltar a competir, especialmente em seu país natal, o brasileiro vê no combate contra Krylov, além da possibilidade de retomar o caminho das vitórias, a chance de realizar um duelo empolgante. Assim como Walker, o ucraniano possui um estilo agressivo, comprovado pelo fato de nenhum de seus triunfos no UFC terem vindo através da decisão dos juízes.

“Estou feliz com o confronto. Krylov é um cara emocionante, que tem uma boa base de fãs, mas eu não sou alguém que reclama dos confrontos. Eu quero lutar o máximo possível contra qualquer um e todo mundo. Nikita é um cara duro, tem um grande queixo e ama a trocação. Tenho certeza que ele tem o estilo que eu amo lutar contra. Vai ser muito animado”, concluiu.

Aos 27 anos, Johnny Walker acumula 17 vitórias e quatro derrotas em sua carreira no MMA profissional. Já Nikita Krylov, também de 27 anos, possui 26 triunfos e sete reveses em seu cartel.

Leia também