Johnny Depp admite luta contra as drogas e o alcoolismo em depoimento à Justiça

Yahoo Vida e Estilo
Johnny Depp (Photo by Peter Summers/Getty Images)
Johnny Depp (Photo by Peter Summers/Getty Images)

Johnny Depp está processando o grupo News Group Newspapers (NGN), responsável pelo jornal britânico The Sun, por ter sido chamado em uma matéria de "espancador de mulheres". A publicação chamou o ator dessa forma após as denúncias de agressão feitas por Amber Heard contra Depp. Ele nega que tenha que tenha cometido qualquer ato de violência física contra a ex-esposa.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Em depoimento à Justiça neste processo, Depp admitiu a sua luta contra as drogas. “Eu tenho sido aberto em relação aos meus desafios com alcoolismo e vícios por toda a minha vida. Eu já consumi algumas drogas na minha vida e consumi outras durante o nosso relacionamento (com Amber Heard), mas nunca nenhuma droga ou álcool me fez agir de forma violenta contra alguém”, falou ele.

Leia também

As informações foram colhidas pelo Yahoo US. Depp e Heard foram casados entre 2015 e 2017. Com o fim do relacionamento, a atriz apareceu em público com o rosto cheio de hematomas que teriam sido causadas pelo ex. Segundo o The Sun, o ator teria prendido Amber dentro de casa por três durante uma briga do casal. Nesta ocasião, Depp estaria sob efeito de drogas.

Mensagens obtidas pelo The Sun mostram Johnny Depp pedindo “pílulas de alegria” e “coisa branca” ao seu assistente dias antes da suposta briga. A defesa do ator diz que o jornal estaria desviando o foco da denúncia de agressão com tais conversas e, por isso, fez com o artista admitisse sua luta contra as drogas. Ainda em seu depoimento, Depp revelou que chegou a usar substâncias ilícitas com Heard, mas que isso não era comum no relacionamento. Uma nova sessão do julgamento está marcada para 7 de julho.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também