Para ter público, Flamengo leva jogo da Libertadores para Brasília; veja as regras

·1 minuto de leitura

O governo do Distrito Federal divulgou, na tarde desta quinta-feira, um protocolo para a retomada de eventos esportivos com presença de público. Pouco depois, foi confirmada a realização do duelo entre Flamengo e Defensa y Justicia-ARG, quarta-feira que vem, pela Libertadores, no Mané Garrincha.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também:

Como ponto principal, aparece a vacinação contra a Covid-19 obrigatória dos presentes, com o cartão comprovando a imunização tendo que ser apresentado na entrada do estádio. Para quem tiver sido vacinado com o imunizante de duas doses, a segunda necessariamente precisa ocorrer com o mínimo de 15 dias de antecedência à partida. Um teste de PCR com resultado negativo realizado até 48 horas antes do duelo também é necessário.

Outros aspectos também chamam atenção. A torcida poderá ocupar, no máximo, 25% da capacidade do local, e a venda de ingressos ocorrerá somente por internet. Além disso, menores de 18 anos e gestantes ficam proibidos de acompanhar o evento, e o espaço físico deverá ser organizado com certo distanciamento - serão permitidos grupos de, no máximo, seis pessoas. 

Todos deverão estar usando máscara facial durante a permanência no recinto. Mais cedo, antes da publicização dessas normas, o presidente rubro-negro, Rodolfo Landim, já havia dado a atender que, sim, levaria o duelo da semana que vem para a capital brasileira. E foi o que ocorreu. Dali sairá um classificado às quartas de final do torneio sul-americano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos