'Jogo por nós dois', afirma lateral da França que substitui o irmão lesionado


A história dos franceses Hernandez já é uma das mais curiosas da Copa do Mundo: ao sofrer uma lesão no joelho direito, aos oito minutos da estreia da França, Lucas foi substituído pelo irmão Theo. Com destaque nas vitórias sobre Austrália e Dinamarca, o substituto revelou que fala com o irmão todos os dias: "Jogo por nós dois", afirmou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

- Jogo por nós dois. Quando o técnico me convocou, ele (Lucas) ficou orgulhoso. Eu também fiquei, muito, por estar na Copa com ele. Então vieram as notícias ruins. Queríamos ele conosco, não é fácil para ele. Foi uma lesão grave - afirmou Theo.

- Quando o substituí, não foi fácil para mim. Vê-lo no chão, sabendo que não estava bem. Mas eu fiz o que tinha que fazer. Quero dedicar essa vitória a ele. Nos falamos todos dias desde que ele partiu. Disse que temos que vencer todas partidas e levar a taça para ele.

Lucas Hernández
Lucas Hernández

Lucas Hernandez se lesionou com oito minutos de jogo contra a Austrália (Foto: Chandan Khanna/AFP)

Garantido nas oitavas de final da Copa do Mundo, a França enfrenta a Tunísia, na quarta às 12h, para garantir o primeiro lugar do Grupo D. O rival, a Dinamarca e a Austrália, que se enfrentam no mesmo horário - disputam a segunda vaga. Veja a situação do grupo aqui!

Confira outras respostas do lateral-esquerdo Theo Hernandez, da França.

No mano a mano, sentiu-se ameaçado em alguns duelos contra a Dinamarca?


"Na Copa, todos são bons jogadores. Você pode errar, mas eu tento errar o mínimo possível. Depois dos jogos, eu não gosto de ver meu desempenho, eu sei quenaod joguei bem. No entanto, olho principalmente o que fiz de errado."

Nas oitavas, a França pode enfrentar a Argentina. Já pensa nesse duelo?

"Eu estou pensando no jogo de quarta-feira (contra a Tunísia). Não estou pensando sobre o próximo domingo. Nós nos preparamos, em cada atividade, para o próximo jogo, nada mais."

Você é o único lateral-esquerdo à disposição. Quer se preservar do jogo contra a Tunísia?

"Sei que sou o único da posição, mas eu gosto de jogar. Eu quero jogar a próxima partida, mas é uma decisão do treinador."

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.