Em jogo emocionante, Liverpool vence o Arsenal

Em uma partida com dois tempos distintos no Anfield, o Liverpool levou a melhor sobre o Arsenal e saiu com a vitória por 3 a 1, em jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Inglês, neste sábado. Os dois grandes destaques dos mandantes foram o brasileiro Roberto Firmino e Sadio Manè, que estiveram envolvidos em dois gols.

Com o resultado, os Reds foram a 52 pontos e assumiram provisoriamente a quarta colocação da Premier League. Já os Gunners permaneceram com 50 pontos e caíram para a quinta colocação, última que dá vaga na Liga Europa.

O jogo

Jogando em seus domínios, o time comandado por Jurgen Klopp jogou de forma muito intensa no primeiro tempo, criando muitas chances (nove finalizações, sendo quatro a gol) e conseguindo ter mais posse de bola do que o seu adversário (57%). Já o Arsenal não conseguiu jogar bem e sentiu a ausência do chileno Alexis Sanchez, que estava no banco de reservas.

Em jogada que começou na cobrança do tiro de meta pelo goleiro Mignolet, Philippe Coutinho cabeceou, da entrada da grande área, para trás e Lallana abriu o jogo para Manè, que estava passando pelo lado direito. O jogador senegalês cruzou a bola para o brasileiro Roberto Firmino, que dominou a bola e chutou forte e no alto para abrir o placar aos nove minutos do primeiro tempo.

O segundo gol do time da casa saiu aos 40 minutos da primeira etapa. Em uma jogada pelo lado esquerdo do campo, Milner passou para Roberto Firmino, que recebeu a bola na área e viu Manè livre na outra extremidade da grande área. O brasileiro apenas rolou para o senegalês dominar e bater cruzado.

Na volta para o segundo tempo, Arsene Wenger decidiu ser ousado e tirou Coquelin para colocar Alexis Sanchez, deixando apenas Xhaka como homem de contenção à frente da defesa. As mudanças surtiram efeito e, aos quatro minutos, Giroud forçou Mignolet fazer uma grande defesa em uma cabeçada.

O primeiro gol dos Gunners veio 12 minutos da segunda etapa. Alexis Sanchez arrancou da esquerda até o meio da intermediária e lançou Welbeck nas costas da defesa. O atacante inglês saiu cara a cara com o goleiro e bateu no canto direito na saída do goleiro, deixando o jogo em 2 a 1.

Após conseguir diminuir a diferença no placar, o time de Londres continuou pressionando, entretanto deu espaço para o contra-ataque dos Reds e não conseguiu fazer o gol do empate. Em uma das grandes chances do time da casa no segundo tempo, Origi acertou a trave em uma cabeçada.

Com o time de Wenger todo ao ataque, o Liverpool conseguiu matar o jogo com gol nos acréscimos. Em uma contra-ataque letal, Lallana lançou Origi pela direita após sair da marcação, e o belga cruzou para Wijnaldum marcar o gol com chute no lado direito do gol defendido por Petr Cech.