Jogando no Azerbaijão, goleiro Vagner comenta sobre o país

Vagner em ação pelo Qarabag, do Azerbaijão (Foto: Divulgação / Qarabag)
Vagner em ação pelo Qarabag, do Azerbaijão (Foto: Divulgação / Qarabag)


Atual goleiro do Qarabag, o goleiro Vagner da Silva parece estar totalmente adaptado à Europa. Há dois anos e meio vivendo no Azerbaijão, o brasileiro parece se sentir em casa.

- Minha adaptação não foi difícil. Sempre tive na minha cabeça que eu não poderia mudar a cultura deles, mas sim me adequar aos seus costumes. Minha esposa adora e minha filha também. O clube muito é organizado, as pessoas são corretas e a estrutura do time é fantástica - disse Vagner.

A seis meses do final de seu contrato, o goleiro não esconde sua felicidade ao falar sobre sua casa. Porém, sem ainda renovar o vínculo, o brasileiro não descarta uma mudança de ares.

- A cidade de Baku é maravilhosa. Poucas pessoas conhecem o país, mas é um dos mais seguros do mundo. Todo estrangeiro que vai ao Azerbaijão se sente muito bem acomodado. Apesar de ser um país muçulmano, eles não são tão rigorosos como em outros lugares - completou o goleiro.

Um dos maiores vencedores da base do Athletico-PR, Vagner realizou o sonho de disputar a Liga dos Campões no atual clube. Segundo ele, a estreia, que tinha tudo para ser difícil, foi um dos melhores jogos de sua carreira.

- No Qarabag eu comecei com uma grande surpresa. Cheguei e quatro dias depois já estava estreando na fase preliminar da Liga dos Campeões. Foi uma das coisas mais marcantes da minha carreira, porque eu estava praticamente sem material. Meu patrocinador ainda iria mandar para o Azerbaijão. Estava com luva velha, chuteira velha, no dia do jogo estava chovendo e nós ganhamos e eu não sofri gols - contou o brasileiro.











Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também