Jogadores e segurança do Peñarol são intimados a depor no Uruguai

A batalha campal entre Palmeiras e Peñarol no Estádio Campeón del Siglo já começa a ter suas consequências para o time uruguaio. Nesta sexta-feira, quatro atletas do time aurinegro, além do chefe de segurança da equipe, foram intimados pela Justiça do país a prestar depoimentos.

Os convocados pela Justiça foram Matías Mier, Nahitan Nández, Junios Arias e Yeferson Quintana (atletas), além de Horacio Zaugg (chefe de segurança). O primeiro foi quem levou o soco de Felpe Melo após perseguir o camisa 30 em campo.

Já Nández é o capitão do Peñarol e foi intimado porque teria incentivado as provocações durante toda a partida. Em entrevista ainda no Uruguai, o goleiro Fernando Prass foi irônico sobre o adversário e deu os parabéns ao jogador, que seria um exemplo para as crianças e sua família.

Leia mais:

Verdão envia advogado à Conmebol com defesa pela briga no Uruguai

Imprensa uruguaia detona o Peñarol: “Uma vergonha para a instituição”

Presidente do Peñarol culpa Felipe Melo e rejeita punição ao clube

Confusão em Montevidéu tem 29 detidos e 18 policiais feridos

Segundo o clube uruguaio, os depoimentos são mera formalidade por enquanto, apenas para prestar esclarecimentos.