Jogadores do Santos não gostam de mudança, mas retrospecto recente no Pacaembu vira trunfo para jogos decisivos

Os jogadores e a comissão técnica do Santos sempre fizeram questão de deixar claro a preferência de jogar na Vila Belmiro. A diretoria do Peixe, porém, decidiu mandar dois jogos decisivos para o Pacaembu. O primeiro deles será o duelo de volta das quartas de final do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta, segunda-feira (10), às 20h (de Brasília). Já o segundo será o confronto contra o Santa Fe, da Colômbia, pela quarta rodada da Libertadores, no dia 4 de maio.

A mudança visa levar um público maior para dois jogos importantes do alvinegro praiano e consequentemente conseguir uma renda maior. Além disso, o retrospecto recente do Santos no Pacaembu acaba se tornando um trunfo para a equipe.

O Santos conta com 100% de aproveitamento nos últimos 17 jogos no Pacaembu. De todos esses confrontos, em quatro venceu por um gol de diferença, o que levaria a decisão das quartas do Paulistão para os pênaltis depois do triunfo por 1 a 0 da Macaca, em Campinas. Nos outros 13 jogos, o Peixe conseguiu um placar mais elástico.

Estádio Pacaembu

(Foto: Getty Images)

Neste ano, na Vila Belmiro, o Santos não vem conseguindo repetir o aproveitamento das últimas temporadas. No Paulistão, foram seis jogos no estádio, com três vitórias e três derrotas.