Presidente da Confederação de Futebol da Oceania renuncia por razões pessoais

EFE
Médico disse que cerca de 150 atletas de diferentes esportes receberam prescrição para esteroides e hormônios do crescimento

Governo vai investigar suspeita de doping em jogadores do Leicester, Arsenal e Chelsea

Médico disse que cerca de 150 atletas de diferentes esportes receberam prescrição para esteroides e hormônios do crescimento

Redação Central, 6 abr (EFE).- David Chung, de Papua Nova Guiné, apresentou sua renúncia como presidente da Confederação de Futebol da Oceania (OFC) por "razões pessoais", informou a organização nesta sexta-feira em comunicado.

O documento aponta que o dirigente, nascido em 13 de julho de 1962, deixa o cargo, que ocupava desde janeiro de 2011, de forma imediata.

O Comitê Executivo da Confederação da Oceania foi convocado para domingo para abordar a situação.

A Fifa, por sua vez, toma nota da saída de Chung, que também deixa de ser membro do Conselho. Segundo os estatutos do máximo órgão de futebol, a OFC deve agora decidir quem ocupará tal posição até o final do mandato. EFE


Leia também