Jogadores italianos insistiram em desfile em carro aberto apesar da Covid, diz prefeito de Roma

·1 minuto de leitura
Jogadores da seleção italiana desfilam em carro aberto em Roma após conquistarem o título da Eurocopa

ROMA (Reuters) - Os jogadores da seleção italiana contornaram as objeções da polícia em fazer um desfie em carro aberto pelas ruas de Roma após sua vitória na Eurocopa 2020, embora isso tivesse sido proibido por medo de disseminar a Covid-19, disse o prefeito da capital.

Milhares de torcedores eufóricos lotaram o centro de Roma na tarde de segunda-feira para saudar o técnico Roberto Mancini e sua equipe após a vitória sobre a Inglaterra nos pênaltis na final da Eurocopa, no Estádio de Wembley, em Londres.

O prefeito de Roma, Matteo Piantedosi, disse ao jornal Corriere della Sera que os jogadores Giorgio Chiellini e Leonardo Bonucci "resolutamente" disseram aos policiais que queriam um ônibus turístico aberto após uma cerimônia institucional com as autoridades estaduais.

"Naquela época, não tínhamos escolha a não ser reconhecer a situação e lidar com ela da melhor maneira possível", disse Piantedosi, que é a principal autoridade de segurança pública em Roma.

Piantedosi disse que a Federação Italiana de Futebol (FIGC) concordou em realizar uma cerimônia controlada em uma das principais praças do centro de Roma, a Piazza del Popolo, mas mudou de ideia e reiterou o pedido para usar o ônibus aberto.

(Por Angelo Amante)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos