Jogadores do Corinthians minimizam falhas em empate com o São Paulo

O Corinthians voltou a ceder um empate por 1 a 1 em Itaquera – mesmo resultado da partida contra o Internacional, na quarta-feira, quando o time de Fábio Carille acabou eliminado na disputa por pênaltis. Desta vez, contudo, só houve comemoração. A igualdade com o São Paulo assegurou a classificação à decisão do Campeonato Paulista.

“O mais importante é que estamos na final”, bradou o goleiro Cássio, sobre alguns erros cometidos pelo Corinthians no clássico.

Como de costume, o time da casa foi bastante comedido ofensivamente, ainda mais porque tinha a vantagem de 2 a 0 adquirida no jogo de ida, no Morumbi. Foram muitos também os passes errados.

“Mas hoje era diferente do jogo contra o Inter”, contrariou o meia Rodriguinho. “Tínhamos uma vantagem interessante, o que fez o São Paulo pressionar desde o começo, e ainda marcamos mais um gol. Assim, não nos atiraríamos feito loucos ao ataque. Estamos de parabéns. Vamos brigar pelo título”, acrescentou.

Companheiro de Rodriguinho na armação corintiana, Jadson também não lamentou tanto o fato de o Corinthians ter sido vazado pelo argentino Lucas Pratto após abrir o placar com gol do centroavante Jô, no final do primeiro tempo. “Devemos ser maduros para saber controlar um pouco mais o jogo, mas é algo que vamos pegando com o tempo”, disse o experiente meia.

O novato Maicon concordou que houve queda de rendimento. “Fizemos um bom primeiro jogo contra o São Paulo. Nesse segundo, estivemos um pouco abaixo, mas marcamos o gol. É uma classificação justa. Fizemos o que o professor Fábio propôs”, comentou o volante.

Seja como for, as semifinais contra o São Paulo estão no passado. O Corinthians agora se preocupa com a Ponte Preta, sua adversária na decisão estadual, com jogos nos dois próximos finais de semana.

“A gente suou muito para chegar até aqui. Foi um mês intenso, com vários jogos decisivos. Por tudo o que passamos, estamos bem conscientes. Vamos tomar cuidado com a Ponte, principalmente em Campinas, para trazer um bom resultado de lá e decidir em casa”, concluiu Rodriguinho.