Jogadores brasileiros enviam "energia positiva" para Neymar

Ainda sem saber a gravidade da entorse no tornozelo direito de Neymar, seus companheiros na Seleção Brasileira enviaram "energia positiva" para que o camisa 10 esteja recuperado o mais rápido possível e possa estar em campo nos próximos jogos, contra Suíça e Camarões.

"Espero que ele (Neymar) esteja disponível para nós o quanto antes, porque o Neymar é o Neymar e faz falta para qualquer equipe”, disse o lateral Danilo em sua passagem pela zona mista do estádio de Lusail, depois da vitória sobre a Sérvia por 2 a 0, na estreia no Mundial.

“Neymar é um grande jogador, a gente sabe que a marcação nele é diferente. Não é só um jogador ou dois na marcação dele. A gente sabe da importância que tem, mas agora tem que mandar energia positiva para ele”, afirmou por sua vez o atacante Antony.

'Ney' foi substituído aos 35 minutos do segundo tempo com problemas no tornozelo direito, e pouco depois do jogo foi diagnosticada uma entorse no tornozelo direito que requer novos exames médicos e observação.

Para o atacante do Manchester United, o duelo contra a Sérvia foi "duro", porém "normal para a Copa do Mundo".

"A gente tem que estar preparado para isso, principalmente mentalmente", afirmou.

Quem também falou ao passar pela zona mista foi o capitão Thiago Silva, que destacou a importância de estrear com uma vitória no Catar.

“A gente sabe o quanto era importante iniciar com uma vitória. No Mundial passado nós iniciamos com um empate, teve uma pressão enorme para vencer o segundo jogo. Hoje, com uma boa vitória, com uma performance boa, principalmente no segundo tempo, isso dá confiança para o jogo contra a Suíça”, analisou.

"A gente fez um bom jogo. O primeiro tempo um pouco abaixo, mais do que o normal e natural. O adversário correu bastante no primeiro tempo, no segundo eu acho que a gente equilibrou um pouco mais as ações, tivemos mais ações perigosas", destacou.

- "Segundo tempo espetacular" -

Em declarações ao canal SporTV, o volante Casemiro ressaltou a "qualidade" da seleção sérvia para enaltecer a vitória do Brasil.

"Não podemos tirar mérito da Sérvia, que tem jogadores de qualidade. O primeiro tempo foi um pouco truncado, um pouco de ansiedade da equipe, mas na Copa do Mundo a gente sabe que é normal. O segundo tempo foi espetacular, um controle total do jogo, fazia tempo que não tinha um tempo assim, tão perfeito", afirmou.

Para Lucas Paquetá, o aspecto físico fez a diferença para o Brasil.

"Eles se defenderam bem no primeiro tempo. A gente teve alguma dificuldade para estar criando. A mudança foi em relação ao time deles, eles cansaram, e a gente conseguiu achar melhor os espaços", disse Paquetá.

bur-dr/psr/cb