Jogadores argentinos criticam árbitro espanhol de jogo com Holanda: "pior da Copa"

Jogadores argentinos criticam árbitro espanhol de jogo com Holanda: "pior da Copa"

(Reuters) - O craque argentino Lionel Messi e o goleiro Emiliano Martínez criticaram o árbitro espanhol Antonio Mateu Lahoz, nesta sexta-feira, por sua atuação na vitória por pênaltis por 4 x 3 sobre a Holanda, que classificou a Argentina para as semifinais da Copa do Mundo no Catar.

A equipe do técnico Lionel Scaloni chegou entre as quatro melhores do torneio após sofrer nos 120 minutos do tempo regulamentar, que terminaram com o placar de 2 x 2. Agora o time enfrentará a Croácia, que eliminou o Brasil mais cedo, também nos pênaltis.

Martínez, que se tornou o herói da Argentina depois de defender as duas primeiras cobranças de pênaltis, classificou Mateu Lahoz como "o pior árbitro da Copa", enquanto Messi pediu à Fifa que revise a participação do juiz nas fases mais importantes do torneio.

"Muita raiva, porque como eu disse, não era para acabar assim (o jogo). A Fifa tem que rever isso, não pode colocar um árbitro assim para um jogo assim", disse Messi, que lamentou que o juiz não estivesse "à altura".

“Sofremos muito injustamente... não apenas pelos minutos (adicionais), mas por conta de todo o jogo, muitos detalhes que dentro do campo você percebe que ele quer influenciar o jogo", acrescentou Messi.

Lahoz, de 45 anos, apitou recentemente várias partidas da Liga dos Campeões e a imprensa espanhola disse que ele era um dos candidatos a conduzir a final da Copa do Mundo, que será disputada em 18 de dezembro.