Jogador mexicano é preso por acusação de tráfico de drogas

Daniel Gómez, das categorias inferiores do Tijuana, foi detido em San Diego, na Califórnia, acusado de tentar importar 22 quilogramas de metanfetamina

Daniel Gómez, de 21 anos, das divisões de base do Tijuana, foi detido em San Diego, Califórnia, acusado de importar 22 quilogramas (kg) de metanfetamina. Pouco depois, um juiz federal dos Estados Unidos negou a fiança ao jogador.

A fiscal Oleksandra Johnson argumentou que, apesar de o jovem ter nascido nos Estados Unidos, ele atualmente reside, trabalha e estuda em Torijuana, no México. Por isso, solicitou que ele permaneça detido ao considerar que havia risco de abandonar o país.

Durante a audiência, a fiscal reforçou que o preso é um jogador profissional de futebol e que, como consequência, o caso havia gerado muita atenção midiática.

Segundo a acusação, em 5 de abril passado, o jovem cruzou a fronteira por meio da guarita californiana de Otay Mesa, onde agentes aduaneiros encontraram 23 pacotes da droga ocultos em seu automóvel.

O futebolista, agora em reclusão na prisão federal de San Diego, assegurou aos agentes quje desconhecia a exitência de drogas no interior do veículo, que está registrado em seu nome, segundo o Departamento de Veículo Motorizados (DMV).

Jerry Leahy, advogado de Daniel Gómez, explica a situação do atleta: "É importante para nós contatar a família e dar informação ao juiz para que este possa fixar uma fiança razoável para o meu cliente", declarou.