Jogador mexicano é criticado após realizar festa infantil de 'narcotráfico' para o filho


O zagueiro Julio César “Cata” Domínguez, jogador do Cruz Azul, do México, causou polêmica no último fim de semana ao publicar nas redes sociais fotos de uma festa com tema sobre "narcotráfico". A decoração polêmica foi escolha do atleta para a festa de aniversário do seu filho, que é menor de idade.

Cata Domínguez publicou imagens da festa infantil em seu perfil no Instagram, onde algumas crianças são vistas com armas de brinquedo e bonés com detalhes alusivos a Joaquín “El Chapo” Guzmán, um dos mais famosos narcotraficantes do México, extraditado para os Estados Unidos em 2017.

+ A despedida de Roberto Dinamite: veja imagens do velório do ídolo do Vasco

A publicação polêmica de Cata Domínguez ocorreu alguns dias após a prisão de Ovidio Guzmán, filho de 'El Chapo'. É possível identificar pela publicação, que outros jogadores do elenco do Cruz Azul compareceram a festa.

Jogador mexicano
Jogador mexicano

Nas fotos, as crianças aparecem usando bonés com as letras JGL, iniciais do narcotraficante, fundador do Cartel de Sinaloa (Foto: Reprodução)

Após o caso, o jogador foi alvo de muitas críticas nas redes sociais, que o levaram a apresentar uma carta de desculpas e a apagar a publicação do Instagram.

- Peço sinceras desculpas pelas imagens divulgadas em minhas redes sociais em relação a uma festa infantil. Reconheço que elas não contribuem para criar uma melhor impressão do México e que nem eu nem minha família promovemos ou justificamos qualquer tipo de violência - disse Domínguez, na carta publicada.

+ Justiça da Espanha aceita denúncia contra Daniel Alves por suposto assédio sexual, diz agência

A publicação do jogador teria violado o Código de Ética da Federação Mexicana de Futebol. Cata Domínguez ficou de fora do confronto contra o Tijuana, em jogo válido pelo campeonato mexicano. No final da partida, o diretor técnico Raúl Gutiérrez se recusou a falar sobre o assunto.

Até o momento, a Liga MX (primeira divisão do futebol local), nem o nem o Cruz Azul, se pronunciaram oficialmente sobre a publicação do atleta de 35 anos.