Jogador do Flamengo sai em defesa de Vini Jr e aponta racismo: 'A luta é muito maior do que pensamos'

Ídolo merengue faz alerta para Vinicius Jr  (ANDER GILLENEA / AFP)


Após Vini Jr ser hostilizado pela torcida adversária e "perseguido" em campo pelos jogadores do Athletico Bilbao no final de semana, Hugo Souza saiu em defesa do ex-companheiro de Flamengo. Compartilhando uma publicação com a declaração do técnico Carlo Ancelotti, do Real Madrid, o goleiro afirmou que há, sim, uma razão para a perseguição, referindo-se ao racismo contra o atleta.

- Na verdade tem uma razão, sempre teve, a luta é muito maior do que pensamos, mas não vamos parar de lutar - publicou Hugo Souza, em seu perfil no Twitter.

Aos 23 anos, o próprio Hugo Souza já foi vítima de racismo como jogador do Flamengo. Em 2019, ainda no Sub-20 do Rubro-Negro, o goleiro relata ter sido chamado de "macaco" pela torcida do Vasco em São Januário. Desde então, tem sempre se posicionado em casos como este. Na última temporada, em abril de 2022, Hugo Souza se revoltou com as ofensas racistas de torcedores da Universidad Católica em partida contra o Rubro-Negro, pela fase de grupos da Copa Libertadores.