Jogador de basquete é preso acusado de assassinato nos EUA

Darius Miles estava com outra pessoa e teria atirado em uma mulher de 23 anos

Em 53 jogos pela Universidade do Alabama, Darius Miles, teve média de 4,2 pontos e 2,3 rebotes. Foto: Brandon Sumrall/Getty Images
Em 53 jogos pela Universidade do Alabama, Darius Miles, teve média de 4,2 pontos e 2,3 rebotes. Foto: Brandon Sumrall/Getty Images

Darius Miles, um jogador de basquete da Universidade do Alabama, foi preso sob a acusação de "assassinato capital".

O jogador de 21 anos, foi preso junto com outra pessoa (Michael Lynn) por serem suspeitos de um tiroteio no qual uma mulher de 23 anos foi baleada e morta enquanto dirigia em Tuscaloosa, Alabama.

Leia também:

Jack Kennedy, o investigador de crimes violentos de Tuscaloosa, explicou ao portal 'AL.com' que Jamea Harris estava no veículo na área de Grace Street e University Boulevard quando foi morta a tiros.

"Neste momento, parece que o único motivo do tiroteio foi uma pequena altercação que esses indivíduos tiveram com a vítima enquanto estavam no carro", afirmou Kennedy.

Ele disse que o motorista de outro veículo, no qual Harris era passageiro, abordou a polícia do campus perto do estádio Bryant-Denny por volta de 1h45, dizendo que alguém havia atirado no veículo e ele atirou de volta. Um dos suspeitos foi tratado por ferimentos não fatais em um hospital local, e Kennedy se recusou a revelar quem disparou a arma ou quem ficou ferido.

O assassinato capital é a forma mais grave de homicídio no Alabama. Trata-se de um assassinato de primeiro grau realizado com pelo menos uma circunstância agravante que supera qualquer circunstância atenuante.

Nem todos os assassinatos de primeiro grau são capitais, mas todos os assassinatos capitais são necessariamente de primeiro grau.

A Universidade do Alabama já removeu o perfil de Darius Miles de seu site oficial e não considera mais o atacante como membro de sua equipe.

Em seus 53 jogos pela Universidade do Alabama, Darius Miles, teve média de 4,2 pontos e 2,3 rebotes.

"A maior prioridade da Universidade do Alabama é a segurança e o bem-estar da comunidade do campus. Lamentamos o incidente ocorrido perto do campus e expressamos nossas mais profundas condolências à família e aos amigos da vítima", publicou a Universidade do Alabama. em um comunicado.