Joanna Jedrzejczyk aponta similaridades entre Zhang Weili e Jéssica 'Bate-Estaca'

Ex-campeã peso-palha (52 kg) do Ultimate, Joanna Jedrzejczyk terá a oportunidade de recuperar o título da divisão diante de Zhang Weili no dia 7 de março, no UFC 248. E, de acordo com ela, o estilo de jogo da atual campeã não será novidade. Ao podcast ‘UFC Unfiltered’, a polonesa comparou o duelo contra a chinesa com seu confronto contra Jéssica ‘Bate-Estaca’, realizado em maio de 2017, no qual saiu vencedora na decisão unânime dos juízes.

Na ocasião, Joanna foi capaz de defender exitosamente o cinturão peso-palha ao conter o ímpeto da brasileira utilizando boa estratégia e sua técnica apurada na trocação. Ao encontrar similaridades no estilo de jogo de Jéssica e da atual campeã, Zhang Weili, Jedrzejczyk aponta a utilização dos mesmos antídotos que usou para superar ‘Bate-Estaca’ como primordiais em sua busca por recuperar o título até 52 kg do UFC.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Ela é muito grande e lança socos muito duros, mas eu sou mais experiente, eu acho, através de todas essas disputas de título, então eu sou uma lutadora real. Meu condicionamento está sempre perfeito, e eu vou ter que ser muito inteligente, muito astuta, e eu acho que essa luta com Zhang vai ser similar à luta com Jéssica Andrade”, declarou Jedrzejczyk, antes de completar.

“Ambas são lutadoras muito parecidas. Andando para frente, soltando socos abertos, procurando um bom wrestling, tipo wrestling forte. Elas não são lutadoras muito técnicas, mas são muito fortes, então eu acho que essa luta vai ser bastante similar. Tenho que cortar os ângulos, deslizar, contra-atacar, usar meu timing, minha envergadura, meu alcance”, explicou a polonesa.

Após perder o cinturão peso-palha do UFC para Rose Namajunas em novembro de 2017, e não conseguir recuperá-lo contra a mesma oponente cinco meses depois, Joanna venceu Tecia Torres e na sequência disputou o título peso-mosca (57 kg) contra Valentina Shevchenko, sendo derrotada por pontos após cinco rounds. Com três reveses em quatro lutas, a polonesa retornou à divisão na qual reinou em outubro de 2019, quando derrotou Michelle Waterson, em uma apresentação impecável, que lhe rendeu novo title shot.

“Estou de volta as raízes. Coloquei mais combinações (contra Waterson), não é apenas boxe ou chutes. Eu usei mais combinações, como eu costumava fazer no muay thai e no começo da minha carreira no MMA, e isso é bom. Estou muito orgulhosa de mim mesma, em como me apresentei na minha última luta contra Michelle Waterson. Acho que mandei uma mensagem forte para a divisão dos palhas. Trocação boa, wrestling bom, tudo estava perfeito”, concluiu a ex-campeã, de acordo com transcrição do site ‘MMA Junkie’.

No MMA profissional desde 2012, Jedrzejczyk acumula 16 vitórias e três derrotas em seu cartel. A polonesa também competiu no muay thai e no kickboxing, conquistando diversos títulos.

Leia também