João Ricardo fala em usar ano ruim de 2019 'como aprendizado e motivação'

Futebol Latino
LANCE!
Divulgação/Chapecoense
Divulgação/Chapecoense


Se para a torcida da Chapecoense o ano em si não foi praticamente em nada positivo, ficando com o vice do estadual, caindo precocemente na Copa Sul-Americana para o modesto Unión La Calera além da campanha no Brasileirão que levou ao rebaixamento, as memórias são ainda piores para o goleiro João Ricardo.

Não bastasse a vivência do martírio esportivo com os reveses e os problemas financeiros que a Chape atravessa, ele teve uma "parada forçada" durante quatro meses (março e junho de 2019) em função de uma punição por doping imposta e revogada pela Comissão Antidopagem da CBF.

Apesar dos pesares, o atleta prefere adotar a postura de olhar unicamente pra frente e trazer as mazelas do ano passado apenas em forma de crescimento:

- Foi uma temporada para esquecer. Com o elenco que tínhamos poderíamos ter tido um rendimento melhor. Fica o aprendizado e a motivação para fazer um 2020 completamente diferente.

O trabalho com o técnico Hemerson Maria, mesmo ainda em caráter inicial, já foi alvo de elogios pelo goleiro de 31 anos de idade:

- O Hemerson é um vencedor. É um especialista do campeonato catarinense e já tem um título de Série B, que não é uma coisa pequena. O grupo está motivado e eles estão nos passando muita confiança.

Por fim, João Ricardo não teve dúvidas para afirmar que, em sua opinião, recolocar a Chape na elite do futebol nacional é tratado como o maior objetivo possível de ser alcançado no ano.

- Acho que esse é o nosso maior objetivo. A diretoria está trabalhando para arrumar a casa e para reforçar o elenco. Tenho certeza que 2020 será um ano totalmente diferente da temporada passada - avaliou.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também