João de Deus, auxiliar de Jorge Jesus, teve papel chave na má relação do Míster com o elenco do Benfica

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
João de Deus não era querido entre os jogadores do Benfica (Foto: Divulgação / Benfica / Site oficial)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


João de Deus, auxiliar de Jorge Jesus, teve um papel fundamental no desgaste na relação entre a comissão técnica do Míster com o elenco do Benfica, segundo o "Record". O assistente era visto pelo plantel como um espião e uma persona non grata entre os atletas.

De acordo com a apuração, o auxiliar ouvia informações do elenco e as levava para Jorge Jesus, porém ela eram veiculadas de forma adulterada. Além disso, os jogadores consideravam que João de Deus mantinha uma relação de prepotência e arrogância no trato com os atletas, que não suportavam o comportamento do assistente.

> Veja a tabela do Campeonato Português

Já a relação do elenco do Benfica com Jorge Jesus começou a se deteriorar nas últimas semanas, embora o respeito tenha sido mantido durante quase toda a segunda passagem do Míster pelas Águias. No entanto, o grupo se revoltou com JJ nesta semana após o comandante determinar que Pizzi iria treinar separado do grupo por conta de alguns insultos do meia após a derrota para o Porto pela Taça de Portugal.

Com a demissão de Jorge Jesus, o Benfica anunciou que Nélson Veríssimo, ex-técnico do Benfica B, irá dirigir a equipe principal das Águias até o fim da temporada. O clube se encontra nas oitavas de final da Champions League, em 3º lugar no Campeonato Português e na semifinal da Taça da Liga.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos