Jemerson chega ao Brasil e já fala como jogador do Corinthians: 'Não pensei duas vezes'

Alexandre Guariglia
·3 minuto de leitura


Falta pouco para o Corinthians anunciar a contratação de Jemerson como novo reforço do clube para a temporada. Nesta terça-feira, o jogador desembarcou em São Paulo para fazer exames e assinar o contrato até metade de 2021. Na chegada ao Brasil, ele conversou com a imprensa que foi até o aeroporto, como o "GE" e o "Meu Timão", e falou como quem já vestiu a camisa alvinegra.

Ainda sem anunciar oficialmente a contratação, o Timão acertou os últimos detalhes com o Monaco, que aceitou receber cerca de 700 mil euros (R$ 4,5 milhões) para liberar o zagueiro antecipadamente de seu contrato, que terminaria em junho de 2021. Antes, a negociação seria por empréstimo, mas as partes chegaram ao acordo para o rompimento do vínculo.

- É uma oportunidade boa. Quando a pessoa fica muito tempo parada e aparece uma oportunidade dessas, não pode deixar escapar. O Corinthians é um time enorme mundialmente, não pensei duas vezes. Quero jogar, agora é focar e trabalhar bastante, conseguir recuperar o tempo perdido e ajudar o Corinthians - comentou o defensor.

Com apenas oito meses de contrato neste primeiro momento, Jemerson e a diretoria corintiana se reunirão quando esse vínculo se encerrar para discutir uma extensão contratual, provavelmente com novas bases salarias e luvas. O Monaco ainda ficará com 20% de uma venda futura. O zagueiro confirmou:

- Fechei até o final de junho, dia 31, e depois a gente vê. Agora é passar nos exames, voltar a jogar, no futuro pensamos isso.

Sobre a data para estrear, Jemerson prefere não fazer projeções, já que não joga desde janeiro deste ano, quando fez sua última partida oficial, pela Copa da França. De lá para cá, o zagueiro só treinou afastado do elenco do Monaco e precisará de um tempo ainda para se readequar ao ritmo de jogo necessário.

- É complicado falar, isso aí é só depois dos exames para saber o tempo ideal para voltar. Ficava duas horas por dia, fazendo reforço, com bola, não com grupo. Estou me sentindo bem, só vai faltar um pouco do ritmo de treinos e jogos - ponderou o defensor, que também mandou um recado para a Fiel:

- E aí bando de loucos, chegou mais um aqui para ajudar. Valeu torcida pelo carinho e pelas mensagens, estamos aqui, espero estar em forma o mais rápido possível.

Jemerson chega a um time que passa por momentos de oscilação e ainda busca se recuperar com Vagner Mancini. Além disso, passou por protestos da torcida recentemente, com jogadores (inclusive ídolos) sendo cobrados por torcedores de forma mais firme. O ex-Atlético-MG, porém, vê uma boa oportunidade para ele e para os companheiros darem uma resposta.

- No Corinthians e em time grande, é assim: quando não passa por uma fase boa, tem cobrança. Mas eu penso pelo lado positivo, é uma oportunidade boa para a gente mostrar. Venho focado para isso, fazer uma boa temporada.

Antes de assinar com o Corinthians, Jemerson pegou referências do clube com um velho conhecido: Jô, já que jogaram juntos no Atlético-MG, ao lado de Michel Macedo, que também fazia parte do grupo. O papo com o centroavante rendeu algumas dicas, que farão com que o zagueiro chegue mais tranquilo.

- Troquei mensagem com o Jô outro dia e ele me deu umas dicas, é bom chegar num grupo conhecidos, com atletas com quem você jogou, isso ajuda na adaptação. Foi um papo legal, perguntei como era o dia a dia do Corinthians, ele falou da grandeza do clube. Essas coisas que jogadores conversam.

Jemerson foi revelado pelo Atlético-MG, onde foi campeão da Libertadores (2013), da Recopa Sul-Americana (2014) e da Copa do Brasil (2014). O sucesso despertou o interesse do Monaco, que o contratou em 2016. As boas atuações no futebol europeu renderam cinco convocações para a Seleção Brasileira e dois jogos com a camisa amarela, sendo o último no ano de 2017.