Jean Mota lembra drama familiar e agradece por apoio de Holan e do Santos

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
·3 minuto de leitura


Jean Mota está de volta ao Santos após enfrentar um drama familiar. O meia ficou fora das atividades na última semana após sua esposa Marianne, que está grávida de nove meses, e seu filho Theo, de 2 anos, testarem positivo para Covid-19. Com os dois recuperados, o meia se reapresentou ao clube nesta segunda-feira (29) e já iniciou o novo período de treinamentos sob o comando do técnico Ariel Holan.

> Confira a classificação atualizada do Campeonato Paulista

O jogador agradeceu ao clube pelo apoio durante o período e elogiou a atitude do técnico Ariel Holan, que fez questão de entrar em contato para saber como ele estava na semana em que ficou afastado das atividades.

- É uma sensação de alívio. Foram dias difíceis, mas a gente superou e agora estou muito feliz em voltar e com minha família 100% recuperada. Já estava com saudade de rever os amigos, afinal, a gente acaba passando o maior tempo do nosso dia a dia no clube. O professor Ariel até me mandou uma mensagem mostrando preocupação. Fiquei até surpreso, pois geralmente os treinadores pedem para algum diretor entrar em contato, mas ele mesmo se dispôs a mandar mensagem. É um cara que dispensa comentários. Todos eles entenderam a situação, pois a minha sogra, que ajuda em casa, também teve coronavírus. Então eu tive que ficar cuidando deles nesse período. O clube me deu muito apoio nessa situação e deu tudo certo - afirmou Jean.

Com a família livre da Covid-19, Jean agora treina com o Peixe visando o duelo com o San Lorenzo, no próximo dia 6, às 21h30, no estádio Nuevo Gasómetro, na Argentina, pelo confronto de ida da terceira fase da Conmebol Libertadores de 2021. Mesmo focado no embate pela competição continental, o meia fez um apelo aos brasileiros na luta contra o coronavírus.

- Aqui no Santos nós seguimos todos os protocolos e temos uma estrutura segura. Porém, sabemos que nem todos os locais são assim. Então cuidem-se, por favor. Continuem usando máscara e passando álcool gel. Não achem que é algo normal. Eu peguei Covid lá atrás e não tive sintomas, porém, para a minha esposa grávida e o meu filho de dois anos foi difícil. Senti na pele a situação. As pessoas acham que só porque não tiveram sintomas a doença é tranquila. Mas cada corpo reage de um jeito e pensando assim você pode estar prejudicando um pai, uma mãe, uma avó, etc. Então tomem todos os cuidados possíveis - ressaltou.

Apesar do susto na última semana, Jean Mota agora vive um momento de expectativa positiva. Afinal, o seu segundo filho, Nathan, está muito próximo de nascer. O camisa 41, inclusive, revelou que está ‘de plantão’ no celular aguardando a chegada do novo herdeiro.

- Ansiedade muito grande. Tive que vir de carro até o local onde estamos treinando por conta da chegada do Nathan. Fui para o campo e deixei o celular na mão da Alessandra, nossa nutricionista, pois a qualquer momento o telefone pode tocar para eu ver o nascimento do meu filho. Momento especial demais - concluiu Jean.