Jean Mota abre mão de folga e se destaca em estreia do Santos

LANCE!DIÁRIO DO PEIXE
·2 minuto de leitura


Único jogador de linha entre os mais experientes a entrar em campo na estreia do Peixe no Paulistão, Jean Mota teve a missão de comandar a garotada em campo diante do Santo André. Apesar do empate, o meia ficou feliz com o que viu e acredita no potencial dessa nova geração de Meninos da Vila.

> Confira a classificação atualizada do Campeonato Paulista

- Pelas circunstâncias, foi uma estreia proveitosa. Um time muito jovem, que não costuma jogar junto, e que mesmo assim soube se portar dentro de campo. Queríamos ter saído com a vitória, mas empatar fora de casa numa estreia não só do campeonato, mas de muitos pelo profissional também, não foi um resultado ruim, por todas as circunstâncias envolvidas. Fico feliz de ter jogado, de ter passado um pouco da minha experiência e acredito que todos tem potencial para dar alegrias ao torcedor santista num futuro próximo.

Foi de Jean Mota, inclusive, o primeiro gol do Peixe no jogo e na temporada. Com isso, o meia chegou a dois gols nas últimas três partidas e festeja a boa fase.

- Para mim é muito importante terminar a temporada com um gol que classificou o clube para a Libertadores, e começar fazendo o primeiro gol do Santos no ano também me motiva e me dá confiança para seguir trabalhando. O que importa é sempre o resultado, mas poder ajudar com um gol, estando ao lado de uma molecada muito promissora me deixa muito feliz.

Jean Mota também teve a opção de ganhar uma folga no início dessa temporada, como outros jogadores do elenco. O meia explicou porque preferiu continuar trabalhando.

- Foi uma escolha minha. O Marcelo Fernandes me deu essa opção e conversando com a minha esposa decidi ficar para ajudar o Santos. Essa sempre foi a minha prioridade, ajudar este clube dentro ou fora do campo, seja treinando, seja jogando - completou.