Jean Mota é defendido por Modesto após expulsão: “Bom jogador”

Com a lesão de Zeca, que só deve voltar em dois meses, Jean Mota assumiu a titularidade do Santos. Meia de origem, ele tem atuação improvisadamente como lateral-esquerdo e vem agradando comissão técnica e diretoria. Mesmo após ser expulso no empate em 0 a 0 com o Independiente Santa Fe, na última quarta-feira, na Colômbia, pela Libertadores, o atleta recebeu mais um voto de confiança do presidente Modesto Roma Júnior.

O mandatário, inclusive, se irritou ao ser perguntado sobre uma possível má atuação de Mota contra os colombianos e deixou claro que não pretende contratar um novo lateral-esquerdo.

“A gente percebe desinformação. Jean Mota está correspondendo, sim. Tem sido bom jogador. Na minha opinião, a do presidente do clube”, disse Modesto, em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

Além de Mota, o técnico Dorival Júnior também conta com Matheus Ribeiro. Mesmo sendo lateral-direito, o jogador é ambidestro e também pode atuar pela esquerda.

Logo após Zeca ter a lesão no menisco do joelho esquerdo constatada, o Peixe recebeu algumas ofertas de jogadores para a posição. Porém, a cúpula acredita que o uma terceira opção para a lateral pode até ser o atacante Copete.

Vale lembrar que Caju ainda se recupera de grave lesão muscular na coxa direita e precisa de pelo menos mais duas semanas de recuperação. Ele não foi inscrito na Libertadores.