Jean Carlos é suspenso por atacar árbitra, mas pode jogar a B

Punição dada a Jean Carlos é válida apenas no âmbito estadual e terá de ser cumprida no Campeonato Pernambucano.
Punição dada a Jean Carlos é válida apenas no âmbito estadual e terá de ser cumprida no Campeonato Pernambucano. Foto: (Reprodução/TV Globo)

Foi definida pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD-PE) a punição ao meia Jean Carlos, do Náutico, por atacar e tentar agredir a àrbitra Deborah Cecília na final do Campeonato Pernambucano após receber o cartão vermelho com auxílio da equipe do árbitro de vídeo. A pena de 10 jogos de suspensão, porém, só poderá ser cumprida na próxima edição do estadual, uma vez que a abrangência é apenas para o Pernambuco. Desta forma, o jogador pode entrar em campo normalmente e ajudar o Náutico na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Aos 22 minutos do primeiro tempo da partida, o jogador do Náutico desferiu uma cotovelada em Yuri Bigode, jogador do Retrô, teve sua punição efetivada por Deborah com um cartão vermelho e correu em direção à árbitra, que correu para trás e usou os braços para afastar Jean Carlos.

Leia também:

Em vídeo publicado nas redes sociais, Jean Carlos pediu desculpas pela sua atitude, dizendo que "perdeu a cabeça" e que "Jamais encostei a mão em uma mulher e jamais encostaria. Se a Deborah achou em algum momento que isso poderia acontecer, peço desculpas a ela, peço desculpas a todas as mulheres, a todas as torcidas, a quem estava assistindo ou a quem viu alguma notícia".

Jean Carlos foi punido pelos artigos 254-A (Praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente.) e 258 (Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código.) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos