Jean almeja classificação histórica para o Boavista na Copa do Brasil

·2 minuto de leitura


Após sair atrás no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil por 1 a 0 em Bacaxá, o Boavista tem a difícil missão de reverter o placar nesta quarta, em São Januário, às 16h30. Um dos principais jogadores da equipe de Saquarema, Jean Victor demonstra entender a importância da partida, e pede calma para que o time comandado por Leandrão tenha atenção para garantir uma vaga nas oitavas.

> Confira os confrontos da Copa do Brasil


- Estamos atrás no placar. Com isso, temos que ter sabedoria para esse tipo de adversidade. Não adianta entrar desesperado achando que a qualquer hora conseguiremos o gol. Temos 90 minutos e uma estratégia definida para buscar essa tão sonhada classificação. Sempre que entro em campo desejo dar o meu melhor e ajudar minha equipe, e se for possível com gol ou assistência. Estou trabalhando muito e se sair um gol na amanhã, ficarei muito feliz e realizado, mas o importante é o Boavista avançar. O resto é resto - afirmou.

Com premiação de quase 3 milhões para quem avançar de fase e uma enorme visibilidade no país inteiro, Jean admite que se divide entre os dois bônus em caso de classificação. Não há uma preferência e o jogador garante que a equipe vai lutar para fazer história, até porque Boavista jamais disputou as oitavas da Copa do Brasil.

- Acredito que as duas coisas estão interligadas. Em caso de classificação, seria uma coisa inédita para o clube e para muitos jogadores. Sabemos a visibilidade que isso trará para todos, o que é muito importante e logicamente o valor que entrará nos cofres do clube, ajudará a manter o orçamento para o decorrer do ano. Então seria o “filme” ideal para nós - ponderou.

Questionado sobre qual setor do time do Vasco o Boavista deve tomar mais cuidado, Jean preferiu não citar um jogador específico e sim o conjunto. O lateral assumiu que a equipe cometeu erros no primeiro jogo, mas destacou o que fazer para o time conseguir a vitória e a classificação:

- Temos que ter cuidado com todo o time do Vasco, pois já sabemos da dificuldade que vamos enfrentar. No primeiro jogo, demos um vacilo ao sair jogando, e eles foram lá e fizeram o gol. Então sabemos que time grande precisa somente de uma chance pra matar o jogo. É entrar focado o máximo possível e minimizar os erros. Concentração, foco e garra, resume bem o que temos de fazer nesse jogo decisivo - concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos