Jardim vê disputa acirrada no Francês e projeta duelo contra Juve

A disputa do Campeonato Francês está acirradíssima com Monaco e Paris Saint Germain empatados com 77 pontos na liderança, só que com o time parisiense com uma partida a mais. Com cinco rodadas para o torneio acabar (seis para a equipe do principado) e sem confrontos direitos a serem disputados, o treinador Leonardo Jardim sabe que não pode mais tropeçar.

“Por causa do calendário, o Paris Saint Germin vai colocar força máxima no campeonato. Acredito que eles não irão perder mais pontos até o fim do torneio”, afirmou o português se referindo ao fato do atual segundo colocado não estar mais disputando a Liga dos Campeões.

Apesar de ter, pelo menos, três jogos a mais para fazer do que o seu rival (dois jogos da semifinal da Champions League contra a Juventus e um da Ligue 1), Leonardo Jardim acredita que seus jogadores conseguirão manter o ritmo forte na reta final da temporada.

“O nosso calendário é muito apertado, mas os jogadores já mostraram que são competentes e vão continuar assim até o final da temporada”, continuou o técnico do Monaco.

O português de 42 anos ainda comentou o próximo adversário dos líderes do Francês na Liga dos Campeões. “(A Juve) será um adversário difícil, assim como o (Borussia) Dortmund ou o (Manchester) City. A diferença é que eles são uma das melhores equipes da Europa no plano defensivo”, elogiou.

Outro ponto ressaltado foi a experiência da equipe italiana em competições europeias. “(Eles) têm muita experiência neste nível. Tem também a vantagem de ter praticamente conquistado o Campeonato (Italiano), o que lhes permite se concentrar na Liga dos Campeões”.

Por fim, Leonardo Jardim relembrou o confronto entre as duas equipes que se cruzaram, na mesma competição, nas quartas de final da temporada 2014/15. Na época, a Velha Senhora venceu o primeiro confronto por 1 a 0 e o segundo jogo, em Monte Carlo, França, terminou sem gols.

“Foi uma eliminatória muito equilibrada. Fomos eliminados por um gol de diferença. Depois de termos sido eliminados nas quartas, esperamos um cenário diferente dessa vez. O resultado de 1 a 0 seria perfeito para nós”, declarou o comandante do Monaco.