Jaqueline Mourão chega em Tóquio para disputar sua 7ª Olimpíada

·3 minuto de leitura


Há poucos dias dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Jaqueline Mourão realiza os ajustes finais para disputar sua 7ª olímpiada. A atleta já disputou 4 edições de inverno e soma agora a terceira em verão. A carreira olímpica da ciclista começou em 2004 com sua primeira participação, e justamente na modalidade de mountain bike, em que vai representar o país em Tóquio.

A brasileira chegou a afastar do mountain bike, mas em meados de 2018 voltou a modalidade e conquistando bons resultados. Jaqueline foi campeã brasileira e conquistou a histórica medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima, com esses resultados a atleta se prepara para realizar uma boa campanha em terras nipônicas.

Jaqueline Mourão se dividia entre Belo Horizonte (MG), sua terra natal e a cidade de Quebec-Canadá, onde dedicava as modalidades de inverno (Biatlo e esqui XC) e verão (Mountain Bike), com a chegada da pandemia e os processos rigorosos para se migrar de um país para o outro a atleta acabou optando por fazer toda sua preparação na cidade canadense.

- Optei por ficar em Quebec e focar na qualidade da preparação. Aqui é quente e úmido e as pistas são muito técnicas e muito próximas de onde estou. O único desafio foi a sala de musculação que continuou fechada durante a preparação, então tive que me adaptar com pesos livres em casa. Consegui treinar bem e vou embarcar motivada para Tóquio - disse a brasileira.

Para conseguir chegar em sua melhor fase a atleta contou com equipamentos de alta tecnologia e que com certeza fizeram o diferencial.

- A bicicleta evoluiu muito desde a minha primeira participação. Hoje usamos quadros de alta tecnologia em carbono, meu modelo a Supercaliber foi desenvolvida durante 3 anos e com engenheiros tentando achar todos os detalhes para uma bike de cross country perfeita para qualquer pista. Usamos rodas de tamanho aro 29, freios hidráulicos a disco, e transmissão com comandos sem fio para a mudança de marchas, graças à tecnologia AXS Bluetooth - comentou Jaqueline Mourão.

- Para Tóquio todos os atletas praticamente competirão com uma bicicleta com duas suspensões (dianteira e traseira), e canote retrátil (que levanta ou abaixa por um comando no guidão). Todas as bicicletas equipadas com medidor de potência. São equipamentos que me deixam mais segura durante os treinamentos e consequentemente, para os campeonatos - completou Jaqueline, que foi medalha de bronze nos Jogos Pan-americanos 2019, em Lima.

Jaqueline Mourão embarcou no último domingo, 18 de julho para Tóquio e tem sua disputa marcada para o dia 27 de julho, às 15h pelo horário do Japão (3h pelo horário Brasileiro), a atleta quer aproveitar a experiência em Jogos Olímpicos, para conseguir um bom resultado para o Brasil.

Além de seis participações olímpicas, Atenas-2004, Torino-2006, Pequim-2008, Vancouver-2010, Sochi-2014 e PyeongChang-2018. Jaque é dona de numerosos títulos de campeã brasileira, sul-americana e pan-americana e uma das melhores atletas de Esqui XC na América do Sul. E o detalhe é que a jornada esportiva continua e, em menos de um ano, Jaque também tem tudo para ir aos Jogos de Inverno de Pequim para disputar sua oitava Olimpíada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos