Janderson comemora um ano de sua estreia no profissional do Corinthians


Há exatamente um ano Janderson fazia sua primeira partida pelo profissional do Corinthians. O atacante de 21 anos estreou diante da Chapecoense, pelo Brasileirão-2019, quando entrou durante o segundo tempo do duelo vencido por 1 a 0. De lá para cá o jovem, que subiu da base corintiana após passagem pelo Fragata de Pelotas e pelo Joinville, se consolidou no time principal e integra o elenco do técnico Tiago Nunes.

Janderson, via assessoria de imprensa, falou sobre o dia de sua estreia e lembrou da chance que Fábio Carille, treinador corintiano à época, lhe deu para entrar em campo naquele momento. Segundo o jogador, toda a sua dedicação desde pequeno foi recompensada, principalmente ao sentir o calor da torcida.

- Muito feliz com um ano da minha estreia, lembro como se fosse hoje quando entrei em campo pela primeira vez pelo profissional do Corinthians. O professor Carille me deu essa oportunidade, confiou no meu potencial e me relacionou para o jogo contra a Chape. No segundo tempo ele me chamou para entrar. Veio na minha cabeça tudo, os momentos em que me dediquei tanto nos treinos e o quanto esperei que esse dia chegasse. Senti o calor daquela torcida maravilhosa, apoiando nos 90 minutos. Aquele dia ficará marcado na memória - disse.



Embora ele tenha continuado atuando na base após a estreia, era também relacionado pelo profissional. Em setembro, entrou em campo contra o Atlético-MG e se consolidou no elenco. Sua primeira partida por uma competição internacional foi na Copa Sul-Americana, diante do Independiente Del Valle-EQU. Seu primeiro gol, porém, saiu no Campeonato Brasileiro, em empate em 2 a 2 com o Goiás. O atacante encerrou a sua primeira temporada com 23 jogos, dois gols e uma assistência.

Em 2020, já sob o comando de Tiago Nunes, Janderson permaneceu no elenco e voltou a balançar as redes, dessa vez no clássico contra o Santos, em vitória do Corinthians por 2 a 0. Até aqui o jovem soma 34 partidas oficiais com a camisa alvinegra. Ele relembrou a importância que foi anotar um tento contra o rival e aposta que o time voltará melhor.

- Marcar no clássico foi muito especial para mim, o professor Tiago acredita no meu futebol, me escalou como titular e pude marcar meu primeiro gol num clássico. Ele vem me dando as chances que eu precisava esse ano e tenho certeza que após essa paralisação, voltaremos melhores - concluiu.

Janderson iniciou a carreira nas categorias de base no Fragata de Pelotas (hoje extinto), e depois se transferiu para o Joinville, onde estreou pelo time profissional em 2017 e depois desceu para atuar pela Copa São Paulo de Futebol Júnior, em que foi um dos destaques do time.

O atacante foi um dos escolhidos para integrar o elenco profissional na Série C em junho de 2018. O atacante já havia chamado a atenção do Corinthians durante a Copinha, mas só chegou ao clube, por empréstimo, em agosto.

Não demorou muito para o atacante se firmar como titular da equipe sub-20 e com isso, foi um dos 25 representantes alvinegros escolhidos para disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2019. Foram 24 partidas disputadas em 2018 e Janderson já estava adaptado.

Em 2019 atuou em 18 jogos e se tornou protagonista com quatro gols pelo Brasileirão, além de ter dado cinco assistências. O atacante teve sua contratação pedida pelo então técnico Fábio Carille, que decidiu promovê-lo definitivamente ao elenco profissional após o Paulistão-2019.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também