Jair se mantém estável fisicamente e vira peça importante para o Galo

Valinor Conteúdo
·2 minuto de leitura


O volante Jair, do Atlético-MG, vem mostrando suas credenciais e, com números, justificando sua titularidade no meio de campo do time mineiro. Referência no meio-campo, o camisa 8 é o segundo jogador que mais vezes foi escalado como titular na Série A do Campeonato Brasileiro.

A estabilidade física, se lesões, ajudou o volante a estar sempre nas relações de jogos do alvinegro.. Com 14 aparições entre os 11 iniciais do Galo, está atrás somente de Guilherme Arana. Ao todo, Jair foi utilizado 16 vezes na Série A e soma os melhores números entre as opções do elenco alvinegro na posição. No quesito desarmes, ele não vê ninguém à frente. Ao todo, são 30 durante 1.155 minutos jogados, superando os números de Alan Franco, que tem 21, e Allan, com 17.

Nas divididas ganhas, o camisa 8 também lidera. Foram 76 acertos no fundamento, contra, quase duas vezes mais do equatoriano, que novamente vem em segundo, com 46, e o número 29, que completa o pódio com 42.

Além da marcação, o jogador também é fundamental em termos ofensivos no Galo. O volante já deu duas assistências para gols, algo que os companheiros ainda não conseguiram fazer no Brasileirão.

O camisa 8 também é o mais caçado em campo, tendo sofrido 30 faltas, contra 12 de Alan Franco e 10 de Alan. Jair soma ainda nove cortes, 12 interceptações, 594 passes certos, oito finalizações e um gol na Série A.

Quando comparado aos principais volantes do torneio nacional, Jair também leva a melhor em diversos quesitos. Com as assistências já concedidas, ele está empatado com Patrick, do Internacional, e supera Gerson, do Flamengo, e Dodi, do Fluminense, que ainda não contribuíram no fundamento com seus clubes.

Com as 79 divididas ganhas, o camisa 8 do Galo está acima de Edenílson, do Colorado, com 69. Edenilson e Patrick também estão atrás de Jair no scout de cortes feitos com sucesso na Série A do Brasileirão: 10 e 7, respectivamente, contra 11 de camisa 8 do Atlético-MG.

Os desarmes é outro ponto que o volante do Galo se destaca diante dos concorrentes: com 30, ele se posiciona melhor, por exemplo, do que Gerson, do Flamengo, que tem 24 acertos no fundamento Com a titularidade baseada nos números apresentados nas partidas do Brasileirão, Jair pretende dar andamento à grande sequência com Jorge Sampaoli.

Já são 14 jogos seguidos iniciando entre os onze iniciais do Atlético-MG, entre Série A e finais do Campeonato Mineiro. O camisa 8 deve começar jogando novamente na próxima segunda-feira, 2 de novembro, contra o Palmeiras, em São Paulo, pela 19ª rodada do Brasileirão.