Grupo de hackers expõe supostos dados pessoais de Bolsonaro, filhos e aliados

Yahoo Notícias
Foto: SERGIO LIMA/AFP/Getty Images
Foto: SERGIO LIMA/AFP/Getty Images

Um grupo de hackers autodenominado Anonymous Brasil publicou, na noite desta segunda-feira (01), supostos dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). O vazamento ocorreu no twitter e, momentos depois, as informações foram retiradas do ar.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em links que direcionavam para páginas com as informações, o grupo expôs os CPFs de Bolsonaro e seus filhos, além de telefones, endereços e dados sobre imóveis da família do presidente. Abraham Weintraub, ministro da Educação, e Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, também foram atingidos de forma semelhante pelo grupo.

Leia também

"Apagamos os documentos com as informações pessoais do Carlos Bolsonaro e do Jair, todos conseguiram salvar? O twitter é automático, esse tira do ar esse tipo de arquivo, por isso retiramos. Vocês podem compartilhar o link pela DM. Quem tiver comenta, quer quiser também", escreveu o perfil do grupo de hackers.

Além da família Bolsonaro e dos ministros citados, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) também teve seus dados expostos. O próprio parlamentar confirmou a veracidade dos dados compartilhados pelo Anonymous Brasil e afirmou que fará um boletim de ocorrência.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Horas antes de ser alvo do grupo, o deputado estava pedindo fotos e informações de manifestantes que se autodenominassem “antifascistas". O pedido do parlamentar gerou uma reação negativa nas redes sociais.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também