Jô volta a elogiar Rodrigo Caio e espera mesma atitude de corintianos

O atacante Jô esteve envolvido no lance mais falado do clássico contra o São Paulo, o momento de fair play do zagueiro Rodrigo Caio, que admitiu ter sido ele a tocar no goleiro Renan Ribeiro, em lance no qual o atacante havia levado cartão amarelo, retirado posteriormente pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira.

Na saída de campo, o atacante já havia elogiado a atitude do são-paulino. Em coletiva nesta segunda-feira, ele voltou a comentar o caso, e afirmou que, a partir deste momento, os corintianos também terão maiores responsabilidades de promover o jogo limpo.

“Aqui a gente procura ser o mais sincero possível. Em uma situação desta, eu ia sair em defesa, ia elogiar meu companheiro, como o Rodrigo. Essa situação nos traz responsabilidade de fazer igual se acontecer o contrário”, explicou o centroavante, que deixou sua marca na partida.

Sobre a fala do zagueiro Maicon, do São Paulo, que não garantiu que faria o mesmo que seu companheiro, Jô preferiu fugir de polêmica. Sobre o Maicon, não posso falar muito, cada um tem o seu jeito de pensar. Cada um pensa da maneira que quiser”, minimizou.

O cartão amarelo dado ao camisa 7 tiraria o centroavante da partida de volta da semifinal, já que Jô está pendurado com duas punições. Liberado, ele poderá atuar em Itaquera, no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília).

*Especial para a Gazeta Esportiva