Jô se iguala a Sócrates em gols e dá vitória ao Corinthians contra Chape

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Muito criticado pelo uso de um par de chuteiras em tons esverdeados e por estar longe da velha forma, Jô renasceu no Corinthians depois de ter deixado de lado os calçados da discórdia. Nas cinco partidas desde que exibiu nos pés a cor do arquirrival Palmeiras, o atacante marcou quatro vezes e se tornou o principal jogador alvinegro.

O mais recente gol do centroavante de 34 anos definiu a vitória do time preto e branco sobre a Chapecoense. Na noite de quinta-feira (8), a agremiação do Parque São Jorge triunfou por 1 a 0, na Arena Condá, em Chapecó, e ganhou terreno na tábua de classificação do Campeonato Brasileiro.

Agora com 14 pontos, o clube paulista está na décima colocação do Nacional, atrás do Atlético-GO e do Ceará nos critérios de desempate. A Chapecoense, que só somou quatro pontos e ainda não conseguiu vencer na competição, ocupa o penúltimo lugar.

O resultado foi definido em um lance de boa presença de área de Jô. Ele protegeu bem a bola, girou sobre a marcação e venceu o goleiro João Paulo. Assim, o artilheiro do Brasileiro de 2017 chegou a um total de 41 gols pelo Corinthians na competição, igualando-se ao ídolo histórico Sócrates. Só Marcelinho, com 52, está à frente.

Em Chapecó, foi o camisa 77 o responsável por furar a retranca da Chapecoense, que adotou um comportamento bastante defensivo. Os visitantes tiveram amplo domínio da posse de bola ao longo de todo o primeiro tempo e chegaram a criar chances claras, mas não concluíram bem -Mateus Vital desperdiçou a melhor oportunidade.

O panorama se manteve após o intervalo até que o bloqueio fosse finalmente superado. Aos 15 minutos, após cruzamento de Gustavo Mosquito e tentativa frustrada de domínio de Gabriel, a bola chegou a Jô. O artilheiro, dominou, girou e definiu o triunfo do Corinthians, que vinha de três empates consecutivos.

CHAPECOENSE

João Paulo; Matheus Ribeiro, Felipe Santana, Ignácio e Ezequiel (Foguinho); Alan Santos (Fernandinho), Anderson Leite e Lima; Felipe Silva (Ravanelli) (Anselmo Ramon), Fabinho (Geuvânio) e Perotti. T.: Jair Ventura

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Cantillo (Xavier) e Vitinho; Gustavo Silva (Adson) e Mateus Vital (Marquinhos); Jô. T.: Sylvinho

Estádio: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Assistentes: Marcus Vinícius Gomes e Leonardo Henrique Pereira (MG)

VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Cartões amarelos: Ravanelli, Anderson Leite e Fernandinho (CHA)

Gol: Jô (COR), aos 15'/2ºT

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos