Jô admite volta antecipada e fala sobre as lideranças do Corinthians

LANCE!
·2 minuto de leitura


Responsável pelo gol da virada na vitória do Corinthians por 2 a 1 contra o Goiás, Jô participou do programa Seleção Sportv e revelou como foi voltar antes do planejado no início do ano e mesmo assim fazer boas atuações. Ainda, ele acrescentou que a parte física o impediu de evoluir na temporada.

Naming rights veio, mas futebol ficou abaixo… Veja como foi o 2020 do Timão

- Com a lesão do Boselli, acabaram antecipando a minha estreia. Foi algo de Deus (estrear com gol). Eu procurei aquilo que eu já conhecia dentro do clube. Fisicamente, não estava no meu ideal, mas o clube precisava de mim naquele momento. Então eu fui na raça, na vontade, e alguns momentos na experiência. Mas no futebol você necessita de uma constância, e para isso você precisa estar bem fisicamente, e com a lesão na panturrilha, isso começou a me pegar. - confessou o atleta.

Perguntado sobre as lideranças do elenco, ele respondeu que jogadores como ele, Cássio, Fagner, Gil e Fábio Santos são de extrema importância para o grupo.

- São jogadores que já passaram por diversas situações e nós podemos compartilhar isso com os atletas que estão chegando no clube. Nós tentamos passar da melhor maneira, sempre com educação e respeito, para os mais jovens, qual o caminho para ser vitorioso. - opinou o atacante.

VEJA E SIMULE OS RESULTADOS DA PRÓXIMA RODADA DO BRASILEIRÃO

Dos atletas mencionados, Fábio Santos voltou recentemente ao Corinthians e conseguiu atingir um bom padrão de jogo na lateral-esquerda.

- O Fábio Santos veio para somar. É um cara de grupo, brincalhão e trabalhador. E como falei, conhece muito bem o clube e sabe o caminho da vitória. Ele se encaixou muito bem pelo lado esquerdo e ajuda os jovens, como o Piton. - disse o centroavante.

Ainda, o atacante comentou sobre o trabalho de Mancini, que tirou a equipe do rebaixamento e colocou o Timão na briga por uma vaga para a Libertadores.

- Nós não tínhamos encaixado um estilo de jogo, e o Mancini deu esse estilo para nós, de maneira mais vertical e com movimentação para frente. O Corinthians não tem tanta posse de bola como alguns outros clubes. Nós fazemos o nosso jogo, com os meias municiando o ataque. Nós vemos a evolução da equipe e esperamos crescer no restante da competição, pois o clube está no caminho certo. - afirmou Jô.