Jô contesta desejo do São Paulo de alterar data de clássico

Decisivo nos dois clássicos que o Corinthians disputou em 2017, ao marcar os gols das vitórias por 1 a 0 sobre Santos e Palmeiras, o atacante Jô pretende enfrentar o São Paulo em 26 de março, conforme já estava agendado pela Federação Paulista de Futebol (FPF). O clube rival pleiteia o adiamento do clássico no Morumbi para não ficar desfalcado do centroavante Lucas Pratto e do lateral Buffarini, convocados pela seleção argentina, e do meia Cueva, chamado para defender o Peru no mesmo período.

“É muito difícil interferir nessa situação. O São Paulo está tentando porque acredita que só dois ou três jogadores fazem o time todo. Da nossa parte, tivemos o Fagner convocado e podemos perder ainda o Balbuena e o Romero (para a seleção paraguaia), mas contamos com mais 30 e poucos jogadores de qualidade, que podem entrar e decidir. Estamos bem tranquilos”, contestou Jô.

Seja como for, é improvável que o São Paulo obtenha êxito na FPF, por falta de outras datas no calendário para a realização do Majestoso. O próprio técnico Rogério Ceni já demonstrou pessimismo ao falar do assunto. “Não acredito que vá acontecer. É uma pena”, comentou.

Ao analisar especificamente o jogo contra o São Paulo, Jô foi mais cauteloso. “É difícil falar. Não sem nem se vou jogar, então…”, esquivou-se o corintiano, embora animado com a ideia de manter a média de um gol por clássico no Campeonato Paulista. “É o tipo de jogo que gosto de jogar. Espero fazer uma boa partida e marcar o gol. Só que ainda temos muitos jogos para pensar antes disso”, ressalvou, de olho no confronto com o Luverdense, na quinta-feira, na Arena Pantanal, pela Copa do Brasil.