Jô celebra mais um gol em clássico e sua presença no duelo: 'Coisa de Deus'

Virou sina nesta temporada. Se é clássico, Jô vai fazer gol para o Corinthians. Até aqui são cinco gols em cinco jogos contra os rivais. E foi assim novamente neste domingo, diante do São Paulo. O centroavante deixou a sua marca ao abrir o placar, nos acréscimos do primeiro tempo, e praticamente decretar a vaga para a final.

No entanto, se não fosse o atitude Rodrigo Caio na partida de ida da semifinal, evitando o terceiro cartão amarelo para o centroavante corintiano, a história talvez fosse outra. O zagueiro tricolor avisou ao árbitro que Jô não havia feito falta no goleiro Renan Ribeiro e, assim, o alvinegro se livrou de suspensão:

- Eu nem estaria (no jogo). Mas acabou acontecendo. É coisa de Deus - afirmou o jogador na saída de campo.

Ao ser questionado sobre a polêmica sobre impedimento no lance de seu gol, Jô preferiu não polemizar e desconversou, valorizando a classificação corintiana.






- É muito difícil falar em Fair Play nesse lance, é tudo muito rápido. Mas a equipe está de parabéns, mostrou raça nos dois jogos e merecidamente está na final. No começo do ano nosso time era muito criticado.

Para o centroavante, um dos grandes trunfos do Corinthians nessa semifinal foi deixar para trás o fracasso na Copa do Brasil, o que aumentou o valor da vaga na final.

- Como eu falei na quarta, a gente tem jogadores com maturidade e experiência para esquecer o jogo do Inter e pensar nessa. O time entrou concentrado, motivado, sabendo da importância do jogo. Conseguimos marcar e neutralizar os pontos fortes do São Paulo - finalizou.

O Corinthians volta a campo no próximo domingo pela primeira partida da decisão do Paulistão, que terá o mando da Ponte Preta em horário e local a serem definidos pela Federação Paulista de Futebol nesta segunda-feira.






E MAIS: