'Já teve outros clubes me procurando', afirmou Renato Portaluppi em coletiva

Técnico trabalhou em nove jogos desde seu retorno ao Imortal (Lucas Uebel/Grêmio)


Em entrevista coletiva dada nesta quarta-feira (2), o técnico do Grêmio, Renato Portaluppi, comentou sobre o momento de indefinição vivida sobre a sua continuidade no comando da equipe. Algo que, neste momento, depende da realização do pleito eleitoral para a escolha do novo presidente.

>CBF derruba sites que vendiam camisas piratas da Seleção

Renato reconheceu que outros clubes se anteciparam a futura decisão gremista e já fizeram contato com ele. Todavia, antecipando que o clube de Porto Alegre tem absoluta prioridade pensando em prolongar sua quarta passagem iniciada há dois meses.

- Já teve outros clubes me procurando, mas não vou tomar nenhuma decisão antes do dia 12. A preferência é sempre do Grêmio. Se não me acertar, vou dar andamento a outras propostas.

Apesar de não ter o seu futuro determinado pelo próximo mandatário do Grêmio, o treinador afirmou que tem um planejamento montado em relação a "cinco ou seis nomes" de reforços para o elenco:

- Monto o grupo com o dinheiro que o clube tem. Não posso comprar filé mignon com R$10. Tenho plano A, com lista de jogadores que virão se eu estiver aqui. Dia 12 teremos um novo presidente. Vou entrar de férias, ele vai pegar um avião para o Rio de Janeiro e conversar comigo. São jogadores que querem vir. Falei com cinco ou seis nomes e o torcedor vai gostar.