Peru enfrenta Islândia em amistoso e quer manter invencibilidade até a Copa

EFE

Redação Central, 26 mar (EFE).- A seleção do Peru quer aumentar a sequência de jogos sem perder nesta terça-feira contra a Islândia, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, em um amistoso de preparação para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Com a vitória sobre a Croácia na última sexta-feira, por 2 a 0, a equipe comandada por Ricardo Gareca está a 11 partidas sem perder, uma das melhores sequências da história. E o time ainda está empolgado por voltar ao Mundial depois de 36 anos.

Gareca usará o duelo contra a Islândia, estreante na Copa, para testar alguns jogadores que não tiveram oportunidades contra a Croácia. Entre os que ganharão chances estão os meias Sergio Peña, Christian Benavente e Paolo Hurtado, além do atacante Raúl Ruidiaz.

Para Benavente, o duelo será muito importante para os jogadores que ainda tentam cavar um lugar na convocação final do Mundial.

"Não sei se vou conseguir, é preciso esperar. Cada jogo é um teste. Há um ano e meio eu não era convocado. Obviamente, para mim é muito importante porque não há mais partidas para provar que posso estar lá. Essa é minha última oportunidade para ir à Rússia", comentou Benavente, que jogou 25 minutos contra a Croácia.

Após o triunfo contra a Croácia, Gareca destacou que o Peru jogou bem mesmo com as mudanças que realizou no jogo, sobretudo após a expulsão do meio-campo Yoshimar Yotún, ex-Vasco, no segundo tempo.

Dois jogadores que têm presença certa na partida são o lateral-esquerdo Miguel Trauco, do Flamengo, e o meia Christian Cueva, do São Paulo. Yotún, apesar da expulsão, também deve jogar.

"Será um jogo para consolidar muitas questões, mas também dar oportunidade aos rapazes", disse Gareca.

Já a Islândia chegará para o confronto inédito para reverter a imagem ruim deixada após a derrota para o México, por 3 a 0, em Santa Clara, nos Estados Unidos.

O técnico Heimar Hallgrimsson admitiu que tem problemas defensivos para corrigir e deve aproveitar o amistoso para solucioná-los. O objetivo é equilibrar o time, que teve boas oportunidades ofensivas contra o México, mas pecou na zaga.

Os islandeses não poderão contar na partida com o capitão da seleção, Aron Gunnarson, que deixou a concentração para se reapresentar ao Cardiff, da segunda divisão da Inglaterra.

Apesar disso, o meia Emil Hallfredsson ressaltou que a Islândia tem a obrigação de se recuperar e jogar melhor contra o Peru.


Prováveis escalações:.

Peru: Carvallo (Cáceda); Advíncula, Santamaría, Ramos e Trauco; Carrillo (Peña), Tapia, Yotún (Hurtado), Flores (Benavente); Cueva e Farfán (Ruidiaz). Técnico: Ricardo Gareca.

Islândia: Runarsson; Saevarsson, Arnason e Ingason; Skulason, Johann Gudmundsson, Gunnarsson, Gislason e Bjarnason; Albert Gudmundsson e Sigurdason. Técnico: Heimir Hallgrimsson.

Estádio: Red Bull Arena, em Nova Jersey (Estados Unidos). EFE


Leia também