Itália e Portugal conhecem adversários em sorteio da repescagem para Copa do Catar-2022

·3 min de leitura
O técnico da Itália, Roberto Mancini, dá instruções durante o jogo das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar-2022 contra a Suíça em 12 de novembro de 2021 em Roma (AFP/Alberto Pizzoli)

Itália e Portugal saberão nesta sexta-feira (13h00, horário de Brasília) qual será o caminho que terão pela frente para conquistar uma vaga na Copa do Mundo do Catar-2022, no sorteio da repescagem europeia, com a ameaça de um confronto entre eles, ou contra seleções como a Suécia de Ibrahimovic e a Polônia de Lewandowski.

Em Zurique, a Fifa realizará tanto o sorteio da repescagem da zona europeia, marcada para ser disputada no final de março, quanto o sorteio da repescagem intercontinental, em junho, que contará com uma seleção asiática, uma da América Central e do Norte, uma da América do Sul e uma seleção da Oceania.

Na Europa, as últimas três vagas serão distribuídos entre 12 seleções. Para viajar ao Catar (onde a Copa será realizada de 21 de novembro a 18 de dezembro de 2022), será preciso vencer um dos três mini-torneios entre quatro seleções, com semifinal e final em jogo único. Um caminho espinhoso que não deixa margem para erros.

A tensão explodiu na Itália depois de se sagrar campeã europeia em julho. De repente, surgiu o temor de repetir o fracasso de 2017, quando a 'Nazionale' ficou de fora da Copa do Mundo de 2018 ao perder na repescagem para a Suécia. Foi a primeira vez em 60 anos.

"Inconscientemente, algo ficou bloqueado", reconheceu o veterano zagueiro Leonardo Bonucci.

Em segundo lugar no grupo, depois da Suíça, a Itália revive o pesadelo de quatro anos atrás, tendo pela frente um formato mais complicado do que o tradicional playoff de ida e volta.

- 'Ibra' e 'Lewa', as ameaças -

Em Portugal, o clima também está tenso, após a derrota nos últimos instantes diante da Sérvia (2-1) que garantiu a seleção dos Balcãs no Catar e colocou os portugueses na repescagem.

A imprensa portuguesa foi dura com o técnico Fernando Santos, que não oconseguiu fazer uma equipe muito talentosa, comandada pelo astro Cristiano Ronaldo, jogar um bom futebol.

O que está a favor de Portugal é a sua grande experiência em repescagens. Os portugueses superaram essa fase para se garantir nas Copas de 2010 e 2014.

Tanto o último campeão europeu como Portugal, o anterior (2016), têm a garantia de jogar em casa nas semifinais, graças ao status de seleções do Pote 1 (cabeças de chave).

Mas eles podem se encontrar na final.

Também no primeiro pote estará a Suécia, que chegou às quartas de final na Rússia-2018 (mas decepcionante na última Eurocopa ao perder nas oitavas para a Ucrânia) que não poderá contar com Ibrahimovic na primeira partida, sancionado por receber um cartão amarelo contra a Espanha.

A Polônia aposta no talentoso Lewandowski, autor de oito gols nas Eliminatórias. Os poloneses estão no segundo pote, tornando-se um adversário em potencial para Itália ou Portugal.

Completam o primeiro pote País de Gales, que não disputa uma Copa do Mundo desde 1958, Rússia e Escócia.

Além da Polônia, no segundo pote estão Áustria, República Tcheca, Ucrânia, Turquia e Macedônia do Norte.

ah/jed/fbr/pm/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos