Isaquias Queiroz e Rafaela Silva são eleitos os melhores atletas de 2016

Na noite desta quarta-feira foi realizado o 18º Prêmio Brasil Olímpico, conhecido como “Oscar do esporte brasileiro”, em cerimônia no Rio de Janeiro. Organizado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), o evento prestou homenagem aos melhores atletas do Brasil em 2016.

Embora o COB já tivesse divulgado a lista dos vencedores do prêmio em cada uma das modalidades, foi realizada a entrega oficial dos prêmios, bem como outras homenagens foram prestadas.

Destaques dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Isaquias Queiroz, que faturou duas pratas e um bronze na canoagem, e Rafaela Silva, ouro no judô, foram eleitos os melhores atletas de 2016.

Além disso, Rafaela também levou o prêmio de Atleta da Torcida de 2016, após vencer outros fortes concorrentes do esporte nacional em votação popular, além de ser eleita a melhor judoca do ano.

Já Isaquias, melhor da canoagem e atleta masculino, ainda atraiu todos os holofotes ao pedir a namorada Laina Guimarães, grávida de quatro meses, em casamento. Além de sair com dois prêmios, Queiroz também deixou o evento noivo.

Campeão olímpico como técnico da Seleção Brasileira masculina de vôlei, Bernardinho recebeu o prêmio Adhemar Ferreira da Silva. Outros comandantes também levaram troféus: Rogério Micale, que comandou a equipe masculina de futebol na campanha ao ouro, foi eleito melhor treinador de esporte coletivo, enquanto Jesus Morlán, que trabalha com Isaquias, o melhor técnico de esporte individual.

A cerimônia também marcou a despedida de um dos grandes nomes do esporte brasileiro. Aos 31 anos, o nadador Thiago Pereira anunciou sua aposentadoria das piscinas. O atleta é o maior medalhista da história dos Jogos Pan-Americanas, com 23 medalhas conquistadas.

Por fim, um dos momentos mais aguardados foi a entrega das medalhas de bronze à equipe feminina de revezamento 4x100m rasos dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008. Após a retirada da medalha da Rússia por doping, o time verde e amarelo, que havia terminado em quarto lugar, herdou o bronze. Assim, Rosângela Santos, Lucimar Moura, Rosemar Coelho Neto e Thaissa Presti receberam a tão esperada medalha.

Confira os vencedores do Prêmio Brasil Olímpico por modalidade:

Atletismo: Thiago Braz

Badminton: Ygor Coelho

Basquete: Maybyner Hilário (Nenê)

Boxe: Robson Conceição

Canoagem Slalom: Pedro Gonçalves (Pepê)

Canoagem Velocidade: Isaquias Queiroz

Ciclismo BMX: Priscilla Carnaval

Ciclismo Estrada: Flávia Paparella

Ciclismo Mountain Bike: Raiza Goulão

Ciclismo Pista: Gideoni Monteiro

Desportos na Neve: Jaqueline Mourão

Desportos no Gelo: Isadora Williams

Esgrima: Nathalie Moellhausen

Futebol: Neymar Jr

Ginástica Artística: Diego Hypolito

Ginástica Trampolim: Rafael Andrade

Ginástica Rítmica: Natália Gaudio

Golfe: Adilson da Silva

Handebol: Maik Santos

Hipismo adestramento: João Victor Marcari Oliva

Hipismo CCE: Carlos Parro

Hipismo saltos: Pedro Veniss

Hóquei sobre grama: Stephane Smith

Judô: Rafaela Silva

Levantamento de pesos: Fernando Saraiva Reis

Lutas: Aline Silva

Maratona Aquática: Poliana Okimoto

Natação: Etiene Medeiros

Nado Sincronizado: Luisa Borges e Maria Eduarda Miccuci

Pentatlo moderno: Yane Marques

Polo Aquático: Felipe Perrone

Remo: Fernanda Nunes e Vanessa Cozzi

Rugby: Beatriz Futuro

Saltos Ornamentais: Hugo Parisi

Taekwondo: Maicon Andrade

Tênis: Bruno Soares

Tênis de mesa: Hugo Calderano

Tiro com arco: Anne Marcelle dos Santos

Tiro esportivo: Felipe Wu

Triatlo: Manoel Messias

Vela: Martine Grael e Kahena Kunze

Vôlei: Serginho Dutra

Vôlei de praia: Alison Cerutti e Bruno Schmidt