Irritado, presidente do Fortaleza volta a atacar a arbitragem

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Fortaleza deixou a Arena da Baixada revoltado com a arbitragem. Após a derrota por 2 a 1, o Leão questionou o gol anulado por Bergson no começo do segundo tempo, que foi determinante para o resultado final.

Irritado, Rogério Ceni não conversou com a imprensa. Coube ao presidente Marcelo Paz desabafar e cobrar uma resposta pelas decisões polêmicas da arbitragem.

'De forma repetitiva a gente vem reclamar da arbitragem. O lance do nosso segundo gol, impedimento milimétrico, tem que ter acesso ao VAR para ver onde eles acharam impedimento, pela câmera da televisão parece que não está, mas tem que ver o ângulo deles. Mas o segundo gol do Athletico é um verdadeiro absurdo, um verdadeiro absurdo, porque o Renato Kayzer faz uma falta clara no Paulão, mesmo se não quisesse dar a falta, a bola bate na mão do Renato Kayzer. A gente sabe que lance de ataque, quando bate na mão tem que parar. Como o VAR não vê isso? Onde isso vai parar?', disparou.

Com o revés fora de casa, o Leão fica na 11ª posição, com 24 pontos. Na próxima rodada, a equipe mede forças com o São Paulo, fora de casa.