Irritado com Maicosuel, São Paulo decide negociá-lo

Yahoo Esportes
<em>Meia não foi sequer relacionado para os últimos três jogos (Marcello Zambrana/Gazeta Press)</em>
Meia não foi sequer relacionado para os últimos três jogos (Marcello Zambrana/Gazeta Press)

Cueva não é o único “problema” no elenco do São Paulo. Raí, Ricardo Rocha e os outros membros da diretoria perderam a paciência com Maicosuel e já comunicaram ao meia que ele não será aproveitado. Inclusive, o veterano de 31 anos foi liberado para procurar clube, apesar de ter contrato até maio de 2020.

Dorival ainda tentou dar uma chance a Maicosuel, colocando-o para jogar na estreia tricolor no Paulistão. Mas a derrota por 2 a 0 para o São Bento, no dia 17 de janeiro, significou sua última partida com a camisa tricolor. Ele nem ficou no banco de reserva nas três partidas seguintes, contra Novorizontino, Mirassol e Corinthians.

A saída de Maicosuel não tem a ver apenas com seu desempenho ruim em campo. O alto salário, na casa dos R$ 300 mil mensais, a série de contusões e o comportamento fora das quatro linhas ajudam a explicar o fim da linha.

O Blog apurou que o meia cometeu atos de indisciplina desde sua chegada ao Morumbi. Por causa das mancadas, o São Paulo tentou devolvê-lo em dezembro ao Atlético-MG, clube que o vendeu por R$ 3,6 milhões em 7 de junho. O Galo não quis abrir negociações, apesar do moral de Maicosuel com o torcedor atleticano.

Indicado ao São Paulo por Rogério Ceni, Maicosuel fez apenas nove jogos e marcou um gol em quase oito meses de clube.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui:

Leia também