Irmã de Cristiano Ronaldo desabafa nas redes: "Vem pra casa"

Irmã de Cristiano Ronaldo usou as redes sociais para pedir para o craque abandonar a Copa do Mundo. (Photo by Visionhaus/Getty Images)
Irmã de Cristiano Ronaldo usou as redes sociais para pedir para o craque abandonar a Copa do Mundo. (Photo by Visionhaus/Getty Images)

Cristiano Ronaldo voltou a ser o centro das atenções na Copa do Mundo do Catar. Nesta terça-feira (06), o atacante português virou notícia ao iniciar o jogo contra a Suíça no banco de reservas. O astro entrou apenas no segundo tempo, quando a seleção ganhava por 5 a 1 (a partida terminou 6 a 1). Após o confronto, a irmã do craque usou as redes sociais para desabafar sobre a situação.

No Instagram, Kátia Aveiro publicou um longo texto com uma foto do irmão no banco de reservas e pediu para o craque português deixar a Copa do Mundo e voltar para casa.

Leia também:

"Queria tanto que ele viesse para casa, deixasse a seleção e se sentasse do nosso lado para o abraçarmos e dizer que tá tudo bem, lhe fazer lembrar o que ele conquistou e de que casa ele veio, queria tanto que ele não fosse mais para lá, a gente já sofreu que chegue ( eles nunca irão saber o quanto) tu és grande e os pequenos não percebem o quão enorme tu és", escreveu.

Na sequência, a irmã citou uma suposta ingratidão no tratamento ao craque. "Vem para a tua casa. Que é onde te compreendem onde te abraçam. Como sempre foi. Onde tens toda a gratidão. E não ingratidão. Obrigada Ronaldo. Obrigado. Obrigado. Obrigado. Obrigado. Obrigado. Eu queria muito… Mas decidas o que decidires estamos contigo. Até à morte", desafabou a irmão de CR7.

Críticas a torcida portuguesa

Além de pedir para que Cristiano Ronaldo volte para casa, Kátia Aveiro disparou contra a torcida de Portugal, chamando-a de ingrata.

"Ainda bem que Portugal ganhou …( já vi Portugal ganhar tantas vezes ). E nem isto invalida a pequenez de grande parte do povo português. E isto é que o que não está bem, porque continuam a maldizer, continuam a insistir na ofensa e na ingratidão. Triste demais com o que leio e escuto não aqui no Qatar mas no meu país no país dele…Mas triste mesmo", finalizou Kátia.