Invicto há 5 jogos, pior defesa, mandante que mais perdeu: como chega o Confiança contra o Vasco

·2 minuto de leitura


Depois de duas vitórias seguidas, o Vasco volta a campo, neste domingo, para dar sequência a arrancada e se aproximar ainda mais do G4 da Série B. O adversário será o Confiança (SE), que está na penúltima colocação, mas iniciou uma recuperação nos últimos cinco jogos e tenta deixar o Z4 nesta reta final. O duelo está marcado para às 18h15, no Estádio Lourival Batista, em Sergipe.


Apesar da fraca campanha, até o momento, os sergipanos ocupam a penúltima colocação, mas iniciaram uma recuperação e estão invictos há cinco partidas sob o comando o técnico Luizinho Lopes. Foram três empates (Coritiba, Vila Nova e Brasil de Pelotas) e duas vitórias (Sampaio Corrêa e Operário (PR).

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

De acordo com os números do portal "Footstats", o Confiança (SE) tem a pior defesa da competição com 38 gols sofridos em 27 jogos. Além disso, é, ao lado do Londrina, a equipe que mais perdeu como mandante: sete vezes. Na tabela, levando em conta apenas os jogos em casa, o time fica à frente apenas do Brasil de Pelotas e dos próprios paranaenses.

O Dragão também é uma das equipes com a menor posse de bola na competição com a média de 46,76%, à frente de Brusque e Operário (PR). Em relação ao toque de bola, o time é o segundo que menos trabalha esse fundamento, com 7259 passes certos na Série B.

No duelo contra o Esmeraldino, o Vasco venceu com dois gols de cabeça, jogada que atormenta os cariocas desde o início da temporada. Nos números, o Confiança está entre os times que mais sofrem com esse tipo de jogada, tendo 137 cruzamentos certos em sua área, dois a menos que o próprio Cru-Maltino. No número de cartões, os sergipanos estão na liderança com 76 amarelos e 4 vermelhos.

+ Com o fim da rodada, Vasco aumenta chance de acesso após mais uma vitória; confira as probabilidades

Desde a chegada de Luizinho Lopes, o Dragão conseguiu um equilíbrio maior em campo e a invencibilidade de cinco jogos. Diante do líder, Coritiba, o time sergipano abriu o placar no início do jogo e conseguiu segurar os paranaenses até os 45 do segundo tempo, em pleno Couto Pereira. Apesar de ter sofrido o gol no fim, o time está mais competitivo e mostra que lutará até o fim para permanecer na Série B.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos