Invasor de Mallorca x Barça teve que apagar fotos e deve ser processado

Goal.com

O torcedor que conseguiu invadir a partida entre Mallorca e Barcelona, disputada no último sábado no Estádio Son Moix, disse que teve a intenção de conseguir uma foto com Lionel Messi, seu grande ídolo - o jovem inclusive vestia a camisa da Argentina do astro.

"Tinha tudo planejado desde antes do coronavírus. Messi é meu ídolo. Desde antes de cancelarem o jogo, minha ideia era tirar uma foto com Messi. Meu sonho é ter uma foto com ele e conhecê-lo", relatou o invasor, segundo o jornal catalão Mundo Deportivo

O torcedor não teve a identidade divulgada. É um adolescente de origem francesa, mas que vive em Mallorca desde pequeno. Ele conseguiu acessar o gramado aos 8 minutos do segundo tempo, quando o Barça já vencia por 2 a 0 - o duelo terminou 4 a 0 para os visitantes.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Estava com uns amigos e cheguei por volta do minuto 40. Pulei um muro de uns dois metros e desci as escadas até o campo", relatou o torcedor, que não conseguiu a foto com Messi, mas fez um registro com o lateral Alba à distância antes de ser capturado pelos seguranças.

"Me fizeram apagar as fotos e assinar um documento com meus dados. Logo vão me dizer se eu vou ter que pagar multa ou não", afirmou o fã de Messi, acrescentando que acha que "não merece a pena".

La Liga promete "ações penais"

Fato é que o jovem deve ter ainda mais problemas após a invasão. La Liga, que organiza o Campeonato Espanhol, emitiu um comunicado duro neste domingo em que promete processar o torcedor - que, para piorar, nem estava usando máscara, como manda o protocolo de saúde.

 "Diante do incidente do espontâneo que acessou o campo de jogo do Estádio del Visit Mallorca sem autorização alguma, descumprindo os protocolos estabelecidos pela legislação sanitária vigente e desobedecendo as ordens do pessoal de segurança privada, LaLiga entrará com as ações criminais correspondentes, alegando que os fatos constituem um crime", disse a nota.

"Além disso, LaLiga quer manifestar sua condenação absoluta a este tipo de conduta que coloca em risco a saúde das demais pessoas a e a integridade da competição", concluiu. 

Leia também